Pesquisar este blog

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Gálatas 1:14

Gálatas 1:14 - E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais.
NA MINHA NAÇÃO. Paulo se refere a Israel como nação. De acordo com as Escrituras a nação de Israel teve seu início já no tempo de Abraão, mesmo como vendo o cumprimento de uma era futura. Mas teve sua formação e independência na conquista da terra prometida, Canaã. Passou por momentos de cativeiros como o Assírio e Babilônico e agora se encontrava sob o julgo do império romano. Vindo a ser reconhecida como nação independente pela UNO já no século passado. Paulo era Judeu, mas também possuía cidadania romana.

EXCEDIA. Paulo era aquele tipo de pessoa religiosa que se dedicava completamente aos seus deveres como seguidor do judaísmo. Ninguém mais do que ele procurava guardar as ordenanças da legislação mosaica. Conduzia seus passos de conformidade com o caminho estabelecido pelas regras da lei de Moisés. Cumpria a risca os mandamentos do Senhor conforme estava estabelecido no Talmude e no Pentateuco. Fazia questão em defender as tradições escritas e orais dos judeus custasse o que custasse. Por isso que perseguia os seguidores do cristianismo.

EM JUDAÍSMO. O Judaísmo é o sistema religioso praticado pelos judeus (Gálatas 1:13-14). Seus ensinamentos procedem do Antigo Testamento, de tradições orais antigas e do Talmude. O conjunto de seus ensinamentos e práticas começou a formar-se no período do cativeiro Assírio e Babilônico, desenvolvendo-se completamente no período intertestamentário. Até os dias de hoje existe o judaísmo com suas variantes. Quanto à lei, se baseia na Pentateuco. É um sistema religioso extremamente legalista do ponto de vista da letra. Há quem diga que o cristianismo é filho do judaísmo, por conta de que a nova dispensação é o cumprimento da antiga aliança de Deus com Israel. Tem denominação que mais parece sinagoga judaica do que igreja cristã.

A MUITOS DA MINHA IDADE. Desde sua mais tenra idade o apóstolo ficou atraído pela religião de seu país, ao ponto de logo quando ainda era criança se dedicar aos dogmas do judaísmo. E ele excedia em muito aos meninos de sua idade no cuidado em guardar as tradições dos seus antepassados.

SENDO EXTREMAMENTE ZELOSO. Até certo ponto pode-se dizer que Paulo era fanático pela sua religião. Ele não chegou a matar pessoas em defesa do judaísmo, mas chegou a prender muitos cristãos que deixavam o judaísmo pelo cristianismo. Assim como tem pessoas nos dias de hoje que defendem a ferro e fogo a sua denominação, como sendo a única certa dentre as demais. No entanto, é preciso dizer a estas pessoas que a igreja de Cristo não é a mesma coisa que uma denominação, como instituição religiosa. Portanto, defender uma placa denominacional não é a mesma coisa que defender a igreja de Cristo.

DAS TRADIÇÕES DE MEUS PAIS. Antes mesmo de Israel conquistar a terra de Canaã, Moisés escreveu uma legislação como norma social e religiosa para a nação. Nesta legislação havia estatutos e mandamentos com regras para a política, social e religiosa, além das boas tradições e costumes comportamentais. Paulo era zeloso em tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário