Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Gálatas 1:17-18

Gálatas 1:17-18 - Nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco. Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro, e fiquei com ele quinze dias.
NEM TORNEI A JERUSALÉM. Paulo (Saulo) teve um encontro com Cristo Atos 9:3-5 - E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões. A partir deste momento houve o chamado de Cristo para que Saulo se transformasse no apóstolo Paulo que passou a ser um grande missionário enviado aos gentios.

A TER COM OS QUE ANTES DE MIM. Sendo, pois Paulo escolhido por Cristo para o apostolado no caminho de Damasco, ele poderia ter voltado para Jerusalém e ter se juntado ao grupo dos apóstolos. Quem sabe diante do testemunho que passou a ter do encontro pessoal com Cristo os demais anulariam a eleição de Matias e colocariam a Paulo no lugar de Judas escariotes? Ou quem sabe se tivesse voltada para junto dos apóstolos passasse a ter o apoio financeiro da igreja em Jerusalém para fazer suas viagens missionárias? Mas ele escolheu outro destino, a Arábia.

JÁ ERAM APÓSTOLOS. São várias as listas apresentadas pelos evangelhos sobre os nomes dos primeiros apóstolos de Cristo, por exemplo; Mateus 10:2-4 - Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu; Simão o Zelote, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu. No caso do momento em que Paulo se refere neste texto é só tirar o nome de Judas Iscariotes e colocar o de Matias, que o substituiu.

MAS PARTI PARA ARÁBIA. Em vez de Paulo voltar para Jerusalém de onde vinha com carta dos sacerdotes para perseguir e prender os seguidores do cristianismo, ele tomou outro destino rumo à Arábia, que significa “Terras Desertas”. No começo era a parte norte da península situada entre o Mar Vermelho e o Golfo Pérsico (Isaías 21:13). Mais tarde, toda a península (Gálatas 1:17 e 4:25). Isso significa que Paulo procurou ter um momento a sós com Deus para se preparar para a missão a que estava sendo chamado.

E VOLTEI OUTRA VEZ A DAMASCO. DEPOIS PASSADOS TRÊS ANOS. Tendo passado um bom tempo buscando plena comunhão com Deus no deserto da Arábia o apóstolo voltou para Damasco, onde ficou durante três anos pregando a palavra de Deus.

FUI A JERUSALÉM PARA VER A PEDRO E FIQUEI COM ELE QUINZE DIAS. Depois do período no deserto, que não se sabe quanto tempo, mais três anos em Damasco, era o tempo de retornar a Jerusalém para se encontrar com os apóstolos do Senhor Jesus. Há quem diga que chegando junto ao grupo apostólico, Paulo só contou com o apoio do apóstolo Pedro a quem cita o nome diretamente, esse é de fato um indicativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário