Pesquisar este blog

sábado, 21 de janeiro de 2017

Gálatas 1:21-22

Gálatas 1:21-22 - Depois fui para as partes da Síria e da Cilícia. E não era conhecido de vista das igrejas da Judeia, que estavam em Cristo.
DEPOIS FOI PARA. Paulo está fazendo um mini relatório de suas primeiras atividades logo após o seu encontro com Cristo na estrada de Damasco. Ele diz que não voltou para Jerusalém, mas foi ter primeiro um momento de comunhão com Deus nos desertos da Arábia, de lá veio para Damasco onde ficou quase três anos, depois foi a Jerusalém para ver a Pedro e se encontrou com Tiago, irmão do Senhor. Terminados os quinze dias de visita a Jerusalém, tomou este outro rumo em direção da Síria. Com isso se têm uma ideia logo de princípio das atividades missionárias do apóstolo.

AS PARTES DA SÍRIA E DA CILÍCIA. Na realidade Paulo retorna para suas origens, ou seja, para sua terra onde nasceu e viveu. A Síria era uma região, que se estendia desde o nordeste da Palestina até os vales dos rios Tigre e Eufrates. Já a Cilícia era uma província romana da Ásia Menor, ligada diretamente com a Síria. Sua capital era Tarso (Atos 21:39). Essa era uma região bem conhecida por Paulo, onde ele fundou algumas comunidades cristãs, como missionário do reino de Cristo.

E NÃO ERA CONHECIDO. Neste ínterim, ele retoma o ponto de onde partiu para as partes da Síria e da Cilícia, ele agora se refere a quando esteve em Israel para ver a Pedro. Certamente o apóstolo Pedro o levou a visitar algumas comunidades cristãs na região da Judeia. No entanto, os cristãos de lá não conheciam a Paulo, até porque ele era um novo convertido e ainda não tinha feito nenhuma visita a Judeia. A realidade é que ele foi chamado para ser enviado aos gentios e não aos Judeus.

DE VISTA DAS IGREJAS. Não era conhecido de vista dos cristãos que faziam parte das igrejas que estavam na região da Judeia. É provável que Saulo (Paulo) quando ainda vivia no judaísmo ou visitava Jerusalém não andava por aquela parte de Israel. Na verdade ele era de Tarso da Cicília, onde viveu certamente a maior parte do seu tempo até este momento. Apesar de não ser conhecido de vista, mais é provável que fosse conhecido pelo que se ouvia falar a seu respeito. Como aquele que se converteu ao cristianismo. Antes um perseguir contra os cristão, agora um servo de Cristo e do seu reino.

JUDEIA. Palavra hebraica que significa: Louvor. É uma região localizada a oeste do Mar Morto, entre este Mar e o Mar Mediterrâneo. Estende-se ao norte até as colinas de Golan, e ao sul até a faixa de Gaza. Na antiguidade era uma província romana e foi dominada por muitos outros povos: assírios, persas, macedônios e etc. Na época de Cristo essa era uma região da palestina para onde retornaram os Judeus da volta do cativeiro Babilônico. Neste mesmo período Israel estava dividido em Judeia e Galileia, além é claro de alguns outros distritos. Atualmente é uma região em contínuo conflito entre israelenses e palestinos, como representação da oposição entre Esaú e Jacó.

QUE ESTAVAM EM CRISTO. Paulo não era conhecido de vista das igrejas que ficavam na Judeia e que estavam em Cristo. “Em Cristo” é uma expressão bastante repetida por Paulo em seus escritos. A igreja é o corpo de Cristo, ele que é o cabeça da sua igreja. "Em Cristo" significa viver para Cristo e andar como Cristo andou. "Em Cristo" também quer dizer; Ser discípulo de Cristo e ser guiado pelos seus ensinos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário