Pesquisar este blog

domingo, 15 de janeiro de 2017

Gálatas 1:4-5

Gálatas 1:4-5 - O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai. Ao qual seja dada glória para todo o sempre. Amém.
O QUAL SE DEU A SI MESMO. “O qual” está falando de Cristo Jesus, nosso Senhor e Redentor do texto anterior. O que está envolvido com esta expressão é muito mais que palavras. Isso fala do sacrifício do Cordeiro de Deus para nos salvar. O Pai perguntou: Quem há de ir por nós? O Filho responde: Eis-me aqui, envia-me a mim (Isaías 6:8). A vinda do Messias de Deus, como sendo o Emanuel, Deus conosco, foi voluntária e por amor singular aos homens. O Cristo de Deus se submeteu ao sofrimento como servos. Filipenses 2:7-8 - Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.

POR NOSSOS PECADOS. Outra das mais profundas declarações do Novo Testamento sobre o plano da salvação. Porque envolve a expiação dos nossos pecados pelo Cordeiro substituto. Isaías 53:4-5 - Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

PARA NOS LIVRAR DO PRESENTE SÉCULO MAU. Para nos livrar. A palavra livramento na velha dispensação tem um significado do livramento do perigo e da morte. Já na nova aliança tem um significado espiritual de salvação e de vida eterna, além dos mesmos significados de antigamente. O presente século mau se refere ao mundo de destruição, perdição e condenação. Uma interpretação razoável deste texto é que Cristo Jesus nos livrou da condenação pelo seu sacrifício de si mesmo pelos nossos pecados. Coisa que o ser humano não tinha como conseguir sozinha.

SEGUNDO A VONTADE DE DEUS. Primeiro, o Cordeiro nos redimiu dos nossos pecados pela reconciliação com Deus mediante a expiação de si mesmo. Segundo, tudo estava de conformidade com a vontade de Deus. Porque já fazia parte do programa da salvação prometido pelo Deus de Israel em tempos passados, ainda no período da antiga dispensação. Todas quantas profecias messiânicas faladas por Deus no Velho Testamento convergia para o seu cumprimento pela vinda do Messias para comprar vidas para o reino de Deus pelo preço de Sangue. O sangue do Cordeiro de Deus.

NOSSO PAI. Deus é o nosso Pai. Quando recebemos a Cristo em nossas vidas, nos promete a mensagem das boas novas que somos aceitos como filhos de Deus. João 1:12 - Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome. Agora somos filhos de Deus (I João 3:2).

AO QUAL SEJA DADA GLÓRIA PARA TODO O SEMPRE. AMÉM. O nosso Deus é digno de toda glória, de todo louvor e ações de graças, porque a ele pertence o poder, a honra e a glória para todo o sempre amém. Com essa doxologia Paulo faz a conclusão da saudação inicial de sua carta endereçada aos Gálatas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário