Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

1 Timóteo 1:10

1 Timóteo 1:10 - Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina.
PARA OS DEVASSOS. O escritor continua enumerando a lista dos transgressores para quem foi feita a lei. Estes devassos aos quais Paulo fala diz respeito aos impuros no tocante aos pecados sexuais. São aqueles que valorizam mais os prazeres sexuais desregrados do que os mandamentos de Deus que falam sobre como viver o sexo de forma pura e correta. Certamente o escritor estava denunciando a prostituição, que é o sexo fora do casamento. O adultério que é o sexo entre duas pessoas casadas, mas não entre o marido e mulher, legalmente casados. A prevaricação que é o sexo entre uma pessoa casada e outra solteira. E a fornicação que é o sexo entre duas pessoas solteiras, sem serem casadas, conforme manda a lei do matrimônio.

PARA OS SODOMITAS. Conforme as sagradas escrituras, este tipo de pecado sexual, diz respeito ao homossexualismo. De acordo com a bíblia esta palavra trata do ato sexual entre dois homens ou duas mulheres, coisa que é reprovada pelas sagradas escrituras e por consequente por Deus, porque as sagradas escrituras expressão a vontade de Deus. Em (Romanos 1:26-27) o apóstolo ataca de forma radical o homossexualismo masculino, como também o feminino. Esta expressão aparece nesta lista de vícios para indicar um desvio sexual irracional e maligno referindo se a um uso extremamente depravado do impulso sexual. Sodomita, também se refere ao que ocorreu com a cidade de Sodoma que foi destruída por causa do homossexualismo.

PARA OS ROUBADORES DE HOMENS. Em uma interpretação mais simplista, poderia dizer: Para os que roubam os homens. Tanto na época em que foi escrito este conteúdo da epístola pastoral de Paulo a Timóteo, Como nos tempos mais remotos da história da humanidade, era comum a prática da venda de escravos. Felizmente este mal foi extirpado das civilizações modernas. Mas, o escritor se refere aos que capturavam seres humanos para serem vendidos como se fosse uma mercadoria qualquer. Nos tempos das guerras antigas, nações inteiras eram deportadas para os países saqueadores, e os deportados eram transformados em escravos.

PARA OS MENTIROSOS. A lei foi escrita para combater os mentirosos. A mentira é vista pelas sagradas escrituras como algo maligno e associada ao Diabo, que é o pai da mentira (João 8:44). A pessoa que é dominada por essa falha grave em sua conduta se torna alguém absolutamente desprovido de credibilidade. A pessoa mentirosa, até mesmo quando fala uma verdade, os outros custam a acreditar em suas palavras. Já se diz que a mentira é amiga gemia da falsidade. A mentira também tem tudo a ver com o falso testemunho, isso quando se inventa algo que não aconteceu só para prejudicar a alguém. Mas, como se diz um ditado popular: A mentira tem pernas curtas, ela só prevalece ate quando a verdade não aparece. Só se vence a mentira com a verdade.

PARA OS PERJUROS, E PARA OS QUE FOREM CONTRÁRIOS À SÃ DOUTRINA. A lei foi feita contra os perjuros, ou seja, para aqueles que fazem juramentos falsos para prejudicarem suas vítimas. E para os que são contrários a sã doutrina. O escritor não se refere a um código de ética cristã, mas as boas novas do evangelho de Cristo Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário