Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

1 Timóteo 1:11-12

1 Timóteo 1:11-12 - Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado. E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus SENHOR nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério.
CONFORME O EVANGELHO DA GLÓRIA DE DEUS. Paulo era bem conhecido e contava com a confiança dos cristãos de Éfeso. Por isso que ele usa de tais argumentos para rechaçar os que estavam ensinando heresias naquela igreja e defender o seu ministério apostólico. As pregações e os ensinos transmitidos pelo apóstolo e pelos seus cooperadores eram conforme o evangelho de Deus e não baseados nas interpretações alegóricas da legislação mosaica nem nas filosofias mitológicas dos gnósticos. Quando se fala no evangelho da glória de Deus, se refere às boas novas que revelam quem realmente Deus é o que ele pretende com a nova aliança.

BEM-AVENTURADO, QUE ME FOI CONFIADO. Diz o apóstolo: O meu trabalho em prol do reino de Cristo é conforme o evangelho bem-aventura da glória de Deus que me foi confiado. O chamado de Paulo para o apostolado foi diferente dos demais apóstolos, uma vez que o chamado grupo apostólico ficou mais concentrado em suas atividades ministeriais em Jerusalém, e nas igrejas já estabelecidas. Enquanto que Paulo foi por Cristo chamado, ungido e enviado aos gentios. Com isso ele exerceu o seu ministério apostólico em campos missionários transculturais. Levando as boas novas do evangelho da glória de Deus bem-aventurado onde Cristo não era ainda conhecido.

E DOU GRAÇAS AO QUE ME TEM CONFORTADO. Enquanto os batalhões de opositores se levantavam contra o apóstolo na tentativa de desqualificarem o seu ministério. Ele contava com o apoio direto de Deus e de seu Filho Jesus, que o chamou diretamente para exercer o seu ministério. Contra os ensinos do apóstolo se levantaram os judaizantes legalistas, os gnósticos misticistas, as autoridades romanas e os líderes cristãos que se achavam mais importantes e mais qualificados do que ele. Paulo teve um encontro com Cristo na estrada de Damasco, em que o Senhor o chamou para o apostolado, porem, o grupo apostólico não o reconheceu como tal.

A CRISTO JESUS NOSSO SENHOR. O apóstolo invoca o título completo do fundador do cristianismo para dar autoridade ao seu ministério apostólico. A palavra Cristo quer dizer: Ungido de Deus com o Espírito santo e com poder. Como também fala sobre o enviado de Deus para estabelecer a nova aliança de Deus com a humanidade. Jesus que dizer: o salvador da humanidade. Já o Senhorio de Cristo é testemunhado em todo o novo testamento, com destaque em Filipenses 2:9-11 - Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome. Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra. E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.

PORQUE ME TEVE POR FIEL, PONDO-ME NO MINISTÉRIO. Não foi o grupo apostólico que por delegação consagrou Paulo ao ministério. Mas foi o próprio Cristo Jesus, que é Senhor de toda a igreja, quem o chamou e confirmou neste ministério apostólico que ele exerceu com muita honra. Com a partida de Cristo para se assentar a destra de Deus, as consagrações passaram a ser por terceiros, no entanto, com Paulo foi diferente, uma vez que Cristo lhe apareceu, e o pôs no ministério por acha-lo digno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário