Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

1 Timóteo 1:16

1 Timóteo 1:16 - Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna.
MAS POR ISSO ALCANCEI MISERICÓRDIA. Cada um dos seguidores de Cristo tem um testemunho próprio e exclusivo da forma como se converteu para o reino de Deus. E no caso de Paulo, ele não deu nem um passo sequer em direção a Cristo, até o momento em que foi alcançado pela graça divina. Porque existem pessoas que antes mesmo de se converterem para o evangelho de Cristo são simpatizantes do reino de Deus e de Cristo. É aquele tipo de pessoa que pode ser chamado de amiga do evangelho. Enquanto que, existe uma grande maioria dos que não gostam das coisas de Deus, pelo contrário, são avessos a palavra de Deus e ao evangelho de Cristo.

PARA QUE EM MIM, QUE SOU O PRINCIPAL. No entanto, o Deus eterno, é Deus de surpresa, porque aonde menos se espera é justamente onde acontecem os milagres de libertação pelo Deus de misericórdia. E o apóstolo Paulo é um exemplo e modelo do que Deus pode fazer na vida do mais vil pecador. Até porque ele era um homem completamente rebelde quanto ao evangelho de Cristo. A prova disto é que foi um terrível perseguidor dos que se convertiam ao cristianismo. Quando foi alcançado pela misericórdia de Deus, tinha em mãos carta de autorização dos sacerdotes de Jerusalém para perseguir, prender e até matar os seguidores do Senhor Jesus.

JESUS CRISTO MOSTRASSE TODA A SUA LONGANIMIDADE. Jesus é o nome próprio do filho de Deus e quer dizer salvador, isso porque veio salvar o mundo dos seus pecados (Mateus 1:21). Ele também era chamado de Jesus de Nazaré ou Jesus nazareno. Já o nome Cristo, quer dizer: Enviado de Deus para implantar a nova aliança do Senhor com a humanidade ou Ungido de Deus. O sobrenome Cristo fala especificamente da missão que cumpriu o Messias de Deus, ou Emanuel de Deus em prol da humanidade. O apóstolo dá testemunho da infinita longanimidade de Cristo para com sua pessoa, ao suportá-lo pacientemente, até o dia de sua conversão.

PARA EXEMPLO DOS QUE HAVIAM DE CRER NELE. O testemunho de Paulo e a forma como ele foi alcançado pela misericórdia e longanimidade de Cristo servia de exemplo incontestável de como Deus trabalha de forma diferenciada na vida de cada um de nós. Porque tendo ele (Paulo) uma experiência com a presença do Senhor Jesus passou a crer verdadeiramente em Cristo como sendo o Messias prometido por Deus nas sagradas escrituras. Certamente o apóstolo dava o seu testemunho aonde pregava o evangelho, falando aos que lhe ouviam, da possibilidade real de Cristo salvar o mais vil pecador, como teve paciência com ele e o alcançou com a sua graça.

PARA A VIDA ETERNA. Deus não leva em conta o tempo da ignorância, mas o que ele espera e que o homem se arrependa dos seus maus caminhos para receber perdão. O exemplo de Paulo é forte o suficiente para entendermos que não importa o que o pecador tenha feito até o dia em que tem um encontro real com Cristo. Porque daí para frente se abrem todas as portas da esperança, a fim de que pela fé receba a promessa de vida eterna e de salvação. Essa vida eterna fala de uma vida absolutamente feliz na eternidade, mas que começa com a conversão do pecador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário