Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de março de 2017

Hebreus 1:6-7

Hebreus 1:6-7 - E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labaredas de fogo.
E OUTRA VEZ, QUANDO INTRODUZ NO MUNDO O PRIMOGÊNITO, DIZ: E outra fez, se refere a uma outra citação que fazia parte das tradições orais dos Hebreus, que era conhecida pelos leitores desde conteúdo literário. Quando introduz, certamente se refere à vinda do Messias de Deus, que em todos os momentos foi assistida pelos anjos do Senhor Deus que fez os céus e a terra. Sobre Cristo como o primogênito pode-se ver isso em várias partes do evangelho, tais como: (Mateus 1:25, Lucas 2:7, Romanos 8:28, Colossenses 1:15,18 e Apocalipse 1:5). No que diz respeito à criação inteira Cristo é o primogênito porque é também apontado como Criador. Quanto aos anjos ele é o primogênito porque tem um nome mais importante do que todos eles. Quanto aos filhos de Deus, Cristo é o primogênito, porque é o primeiro dentre muitos.

E TODOS OS ANJOS DE DEUS O ADOREM. O fato de todos os anjos de Deus adorarem o Cristo do Senhor, isso fala de sua grande, majestade e honra que ele recebeu de Deus Pai, por está assentado a destra da majestade celestial, na mais elevada posição que se possa imaginar. Um dos motivos da escrita desta tão importante epístola do Novo Testamento foi justamente para combater algumas heresias judaicas e gnósticas dentro da igreja cristã em Israel. De forma que esta expressão do escritor aos Hebreus derribava por terra, qualquer tentativa que querem colocar os anjos acima do Filho de Deus. Uma vez que somente Deus é digno de adoração, e se os anjos de Deus o adoram, logo Cristo é Deus. Ele era o Deus conosco dos hebreus.

E QUANTO AOS ANJOS, DIZ. Os anjos são seres espirituais que estão ao serviço do reino de Deus e de Cristo. O evangelho também nos ensina de que eles estão a serviço dos que hão de herdar a salvação (Hebreus 1:14). O salmista nos declara de que eles estão ao nosso redor para nos livrar e nos proteger de todo o mal (Salmos 34:7). Nas Sagradas Escrituras eles são chamados de anjos, arcanjos, querubins e serafins, que assistem diante da presença de Deus, cumprindo missões especiais a serviço do Criador de todas as coisas. Existem os anjos de luz, que são aqueles que estão do lado de Deus e do bem, e existem os anjos das trevas, que são aqueles que estão do lado do Diabo, que são chamados de demônios. Os anjos bons são de Deus.

FAZ DOS SEUS ANJOS ESPÍRITOS. Esta é uma citação direta do salmos 104:4 - Faz dos seus anjos espíritos, dos seus ministros um fogo abrasador. Isso faz dos anjos servos de Deus que estão sobre o seu comando. Essa expressão usada pelo escritor em junção com a citação anterior fazia com que os seus leitores entendessem de que os anjos de Deus estão a serviço de Cristo. E isso pode ser visto durante toda a vida e ministério do Senhor Jesus aqui na terra. Como os anjos são espíritos ministradores, e todo poder foi dado a Cristo no céu a na terra, os próprios anjos servem ao reino de Cristo e aos que dele fazem parte. Porque estão para servir a Cristo e aos seus remidos.

E DE SEUS MINISTROS LABAREDAS DE FOGO. O escritor acrescenta um adendo de que estes mesmos anjos são comparados a labaredas de fogo, (como nada) diante da grandeza de Cristo, a quem eles adoram. Um combate direto aos ensinos heréticos dos gnósticos que diziam que Cristo era apenas mais uma das emanações angelicais, que se manifestou na terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário