Pesquisar este blog

quarta-feira, 8 de março de 2017

Hebreus 1:14

Hebreus 1:14 - Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?
NÃO SÃO PORVENTURA TODOS ELES. O escritor termina este assunto e fecha o primeiro capítulo desta carta, colocando cada peça no seu devido lugar. Um dos motivos importantes da escrita desta epístola foi justamente para combater algumas heresias judaicas e falsos ensinos gnósticos entre os cristãos-hebreus. Mataram a Cristo e pensavam que o problema estava resolvido, o que não aconteceu, pois Cristo ressuscitou e subiu ao céu. Agora, tentavam acabar com o cristianismo, e um dos pensamentos dentre os judaizantes e gnósticos era de que Jesus de Nazaré tinha sido apenas mais uma manifestação angelical, e não o Messias prometido nas antigas profecias das Sagradas Escrituras. O escritor combate esta ideologia com a verdade.

ESPÍRITOS MINISTRADORES. E ele dá definições corretas a respeito dos anjos, sobre os quais os judaizantes e os gnósticos tanto estavam valorizando e os colocando acima do Cristo de Deus. Quem são os anjos? Espíritos! Enquanto que Jesus de Nazaré não foi apenas um espírito, como estavam querendo defini-lo os Judeus e os gnósticos. Filipenses 2:7-8 - Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens. E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Os anjos são espíritos ministradores, ou seja, eles são designados por Deus para executarem tarefas espirituais, sobre as quais as Escrituras do seu começo ao fim falam sobre eles.

ENVIADOS PARA SERVIR. No salmo 37:4 – O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. Uma das funções dos anjos de Deus é servir aos que teme ao Senhor. Provavelmente já estava se estabelecendo o culto aos anjos entre os judaizantes e os gnósticos e desejavam implantar isto dentro da igreja de Jerusalém como algo normal. Com isso estava acontecendo uma inversão de valores, uma vez que os hereges estavam servindo aos anjos e não o contrário. As missões mais conhecidas nas Sagradas Escrituras destes anjos de Deus sempre foram para servir aos que temem a Deus e não o contrário. O que os judaizantes estavam tentando fazer era desvirtuar a igreja de Cristo do foco principal, que é adorar somente a Deus Pai, Filho e Espírito Santo, e não a anjos. Ainda hoje a igreja corre este risco.

A FAVOR DAQUELES. Os anjos ministram a favor dos remidos de Cristo. Com isso se entende que neste plano divino, e na economia de Deus, os mais importantes são aqueles que são servidos e não quem serve. Os anjos servem em benefício dos salvos e comprados pelo sacrifício de Cristo. Enquanto que os judaizantes e os gnósticos pregavam e ensinavam de que os salvos deveriam servir aos anjos e os adorar. Com isso o escritor não está desvalorizando nem desclassificando os anjos, mas conforme a verdade de Deus, dando-lhes o seu devido valor, conforme nos ensinas as Escrituras.

QUE HÃO DE HERDAR A SALVAÇÃO. O alerta que o escritor procura transmitir a igreja de Cristo, ou aos cristãos-hebreus era de que, os anjos de Deus estavam à disposição deles. Estes que hão de herdar a salvação são todos aqueles que buscam o reino de Deus em primeiro lugar e as coisas que são de cima. São aqueles que recebem a Cristo como único e suficiente salvador de suas vidas. São os remidos pelo sangue de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário