Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

1 Timóteo 2:1

1 Timóteo 2:1 - Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens.
ADMOESTO-TE. Esta expressão bíblica do autor pode significar duas coisas. E a primeiro delas é consolar, e a segunda é exortar, que no caso em foco, cabe bem melhor em consolar, no sentido de aconselhar para o que é mais conveniente. Com isso, entende-se que o apóstolo estava aconselhando e não obrigando ao seu amigo Timóteo a que tomasse o seu conselho de companheiro de ministério para o que era mais proveitoso. Nota-se que o apóstolo era de fato um grande conselheiro para com seus amigos.

POIS, ANTES DE TUDO. O escritor estava ensinando em como seu filho na fé deveria se portar, como servo de Cristo e seguidor do reino de Deus, e acima de tudo como um líder da igreja que ele era o responsável. Como Timóteo deveria priorizar seus deveres para com os que ainda não faziam parte da comunidade cristã? Antes de julgar e condenar os que ainda não se converteram, o que se deve fazer para com eles? O conselho vem logo em seguida, como opção correta, como procedimento de um ministro do evangelho.

QUE SE FAÇAM DEPRECAÇÕES. Temos então a primeira recomendação entre outras, de que se façam súplicas em favor dos que precisam nascer de nova. Em muitos casos, simplesmente pregar para os incrédulos não é o suficiente para que venham a se arrependerem dos seus maus caminhos, faz-se necessário que o mensageiro do evangelho se proponha em realizar uma campanha de rogos perante Deus em seu favor.

ORAÇÕES. A oração é uma prática antiga de todos aqueles que servem e adoram ao único Deus verdadeiro. Orar é conversar com Deus sobre alguma coisa em forma de súplica ou rogos. Neste caso, o apóstolo recomenda ao seu amigo de ministério, que antes de pregar para os homens naturais, se faz necessário entrar na presença de Deus em oração, no sentido de pedir que o Senhor derrame sua graça dobre todos eles.

INTERCESSÕES. Nesta palavra o apóstolo fala do ministério sacerdotal de cada um daqueles que fazem parte do reino de Deus. Na antiga dispensação da lei, eram poucos que exerciam este serviço de intercessão entre Deus e os homens. Mas, na nova dispensação da graça, isso passou a ser um ministério, em que os servos de Cristo, se interpõem por meio das orações, para solicitar a Deus em favor do seu semelhante.

E AÇÕES DE GRAÇAS. Aquele que tem o Jesus como Salvador de sua vida pessoa, tem o dever de abençoar a vida do seu próximo, principalmente por meio de suas orações. E não praguejar ou amaldiçoar o seu semelhante, pelo fato de que ele ainda não nasceu de novo. Devemos agradecer a Deus pela vida dos que são nossos irmãos na fé, mas também devemos agradecer a Deus pela vida dos que ainda não receberam a salvação.

POR TODOS OS HOMENS. O que Paulo estava recomendando ao seu companheiro de ministério? Que ele suplicasse, rogasse a Deus, orasse, intercedesse, e até desse ações de graças a Deus, por todos os homens. O ministério sacerdotal dos servos de Cristo não se limita somente a igreja do Senhor Jesus, porem, se estende muito além do que diante do povo de Deus. Podemos e devemos pedir a Deus em favor de todos os homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário