Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

1 Timóteo 2:12-13

1 Timóteo 2:12-13 - Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.
NÃO PERMITO. Conforme temos demostrado em nosso comentário, muitas coisas que faziam parte do cristianismo primitivo foram herdadas do judaísmo, e os costumes relatados pelo escritor, nesta parte de sua epístola, faziam parte das tradições judaicas. Ao mesmo tempo, Paulo demonstra sua autoridade apostólica para reforçar seus ensinos, no que concerne aos usos e costumes para as mulheres cristãs, que desejavam fazer parte da igreja de Cristo. Como supervisor daquela região Paulo transmitia suas ordens.

QUE A MULHER ENSINE. O que o autor estava recomendando ao seu companheiro de ministério era regra no tempo da igreja primitiva, isso porque essa tradição veio como herança do judaísmo. O apóstolo estava recomendando ao seu filho na fé Timóteo, que o ministério de ensino e também da palavra, deveria ser exercido pelos ministros do evangelho e não pelas irmãs. Essa era uma tarefa do ministro e dirigente da igreja local.

NEM QUE USE DE AUTORIDADE. Há quem diga que Paulo esteja se dirigindo a uma situação específica em que uma liderança feminina da igreja de Éfeso queria passar na frente dos ministros do evangelho para doutrinar a igreja local. Em outras referências do Novo Testamento encontramos este mesmo tema, em que os escritores recomendam que as mulheres sejam submissas aos seus esposos e aos ministros do evangelho.

SOBRE O MARIDO. Primeiro, o escritor ensina sobre o comportamento das mulheres cristãs sobre a igreja, e depois sobre o seu comportamento como esposa. Neste caso, o apóstolo usa de uma exortação, ainda que em forma de conselho, em que as esposas não queiram exercer autoridade sobre seus maridos, porque para o bem estar da família e para que haja paz no lar, a mulher deve ser companheira e ajudadora do esposo.

MAS QUE ESTEJA EM SILÊNCIO. A verdade é que, de acordo com o judaísmo, e também com a cultura do oriente médio ou Palestina, era perceptível a descriminação das mulheres quanto a participação em quase tudo da sociedade. E isso, até certo ponto afetou também o cristianismo primitivo, fazendo com que os escritores do Novo Testamento seguissem a mesma linha de ensino teológico, diferente dos dias de hoje.

PORQUE PRIMEIRO FOI FORMADO ADÃO. Seguindo o raciocínio do ato da criação, e baseado no sentimento de superioridade, nos tempos da igreja primitiva, os líderes cristãos acrescentavam a tese teológica de que os homens eram mais importantes que as mulheres, principalmente no exercício ministerial da palavra. O raciocínio era totalmente fundamentalizados no pensamento do judaísmo, e na cultura machista oriental.

DEPOIS EVA. A parte mais retrógrada do judaísmo chegava a dizer que as mulheres não tinham espírito, e que, portanto, não eram dignas de salvação, e que não eram abençoadas por Deus. Porem, o cristianismo se aperfeiçoou neste aspecto, é tanto que, a história da igreja nos conta sobre grandes lideranças femininas, principalmente na atualidade, em que personagens importantes, Deus tem levantado como lideranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário