Pesquisar este blog

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

1 Timóteo 3:9-10

1 Timóteo 3:9-10 - Guardando o mistério da fé numa consciência pura. E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensíveis.
GUARDANDO. O pretenso postulante ao posto de diácono na igreja de Cristo deve ser visto como um depósito de coisas boas, tendo na realidade o bom testemunho de todos, dá família, da igreja e também da sociedade de um modo geral. O diácono deve ser alguém cheio de virtudes, dos dons espirituais e de uma vida digna diante do Senhor, e acima de tudo, um homem que tem a capacidade de guardar as recomendações e mandamentos da nova dispensação da graça de Deus para a igreja remida de Cristo.

O MISTÉRIO DA FÉ. Na antiga dispensação da lei, o que se devia guardar era o mistério da obediência aos mandamentos da legislação mosaica, em que os seguidores do judaísmo eram obrigados a guardarem, caso contrário, seriam amaldiçoados. Na dispensação da graça de Deus para com a igreja amada de Cristo, se deve guardar é o mistério da fé, porque é a fé que leva o ser humano de volta aos braços de Deus. A fé neste caso, é o conjunto de crenças nas doutrinas e nos ensinos do evangelho das boas novas.

NUMA CONSCIÊNCIA PURA. No texto anterior, o autor escreve sobre que o diácono deve estar livre da torpe ganância, como sendo algo pejorativo na vida de todo aqueles que desejasse servir ao reino de Deus no diaconato. Verdade é que todo aqueles que buscar servir a igreja de Cristo e fazer parte do ministério deve se expurgar de tudo aquilo que se constitui de peso na consciência, a fim de que serva dignamente ao Senhor.

E TAMBÉM ESTES. O texto traz instruções a Timóteo sobre aqueles que deveriam estar aptos para servir a igreja remida de Cristo como diácono. De princípio, esta função foi estabelecida para que se cuidasse do serviço social na igreja. Mas que nos dias atuais tem se desenvolvido para o serviço em geral das igrejas locais. Na maioria das denominações, este é o primeiro passo para quem deseja ingressar no ministério.

SEJAM PRIMEIRO PROVADOS. Paulo recomenda ao seu cooperador Timóteo, que para ser um diácono, não é qualquer um, mas que os pretendentes a este cargo ou função, devem primeiro ser provados. Não está claro que tipo de prova deve ser submetido o diácono, mas há quem diga que esta prova deva ser a experiência em primeiro servir a Cristo e ao seu reino, para então depois, está realmente apto para servir a igreja.

DEPOIS SIRVAM. No livro de Atos dos apóstolos, quando foram instituídos os primeiro diáconos, a recomendação era de que eles deveriam ser cheios do Espírito Santo e terem o bom testemunho de vida, perante a igreja e principalmente diante de Deus. Entende-se que ser diácono é ser servo de Cristo e de sua igreja, até porque, servir a igreja é servir ao próprio Cristo, porque a igreja representa o corpo de Cristo na terra.

SE FOREM IRREPREENSÍVEIS. Isso não significa dizer que o diácono seja perfeito, até porque não há ser humano perfeito, até porque, quando alguém aqui na terra alcança um avançado grau de santidade, Cristo o transporta para o céu ou paraíso. Mas, espera-se que o postulante ao diaconato seja alguém que se esforça ao máximo para renunciar as coisas desta vida e as concupiscências da carne, a fim de, servir a Deus em espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário