Pesquisar este blog

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

1 Timóteo 5:23

1 Timóteo 5:23 - Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas frequentes enfermidades.
NÃO BEBAS. Este é um texto do Novo Testamento que tem gerado muitos debates entre os evangélicos mais ortodoxos e os mais liberais. No que diz respeito ao judaísmo, a ingestão de vinho era uma coisa comum entre os judeus, principalmente nos momentos de comemoração, e até mesmo nos eventos de cunho religioso. No cristianismo primitivo, ao que tudo indica, era permitida a ingestão de vinho de forma bastante moderada e como uso medicinal para ajudar na estagnação de algumas doenças.

MAS ÁGUA SÓ. Timóteo, que veio do judaísmo e que agora era um ministro do evangelho de Cristo, fazia questão de beber apenas água, com a abstinência total de qualquer tipo de bebida. Até porque como um líder importante da igreja, ele queria deixar o exemplo de quem realmente não se deixava dominar por nenhum tipo de vício. Porem, Paulo que o conhecia de perto e sabia dos seus problemas de saúde, o aconselha a que misture um pouco de vinho a água que ele comumente bebia, não como vício, mas como remédio.

MAS USA DE UM POUCO. Existe uma tradição que costuma afirmar que um pouco de vinho pela manhã faz bem a saúde do corpo. Os cristãos mis liberais sustentam a tese de que os líderes da igreja primitiva usavam o vinho de forma bastante moderada como algo que servia para ajudar nos problemas do estômago e também nas dificuldades cardiológicas. Seja como for, o fato é que Paulo recomenda que Timóteo use o vinho.

DE VINHO. Um estudo panorâmico das referências bíblicas do velho testamento, até certo ponto recomenda o uso moderado do vinho, como estimulante a alegria e o prazer, bem como nas demonstrações sociais de celebração festiva. Alguns chegam a afirmar que a ingestão de vinho de forma moderada não é pecado, porque se fosse, Jesus não tinha transformado água em vinho. Cada um deve refletir sobre o que deve fazer.

POR CAUSA DO TEU. A partir de então, o autor começa a justificar o porque ele estava recomendando ao seu filho na fé Timóteo, deveria usar de um pouco de vinho, não como vício, mais sim como medicamento. Se o apóstolo não esclarece ou justifica sua recomendação, certamente muitos dos que são mais liberais, achariam motivos dentro das páginas do Novo Testamento para se banquetear na bebedice com o vinho.

ESTÔMAGO. Não se sabe ao certo que tipo de problemas tinha Timóteo em seu estômago para que Paulo despertasse essa preocupação para com ele. Há quem diga que Timóteo tinha problemas de digestão lenta e com isso precisava de estimulante ou laxante para que seu intestino funcionasse corretamente. O que descobrimos neste texto é de que o vinho serve como medicamento para quem tem problemas estomacais.

E DAS FREQUENTES ENFERMIDADES. Não temos como saber se as frequentes enfermidades que Timóteo tinha eram somente no estômago ou que o escritor esteja se referindo a outros tipos de doenças no corpo de Timóteo. O que se pode extrair desta citação feita por Paulo era de que o vinho pode funcionar como um anti-inflamatório, seja dos problemas de estômago ou de qualquer outro tipo de enfermidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário