Pesquisar este blog

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Efésios 2:19

Efésios 2:19 - Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus.
ASSIM QUE JÁ NÃO SOIS. Antes de se converterem ao verdadeiro cristianismo, os leitores de Paulo eram pessoas que viviam sem Deus no mundo, separados da comunidade de Israel, portanto, sem participarem das alianças do povo de Deus. Mas, com a implantação da nova aliança da graça de Deus por meio do Messias, agora, o povo de Deus que fazia parte da igreja cristã da cidade de Éfeso eram considerados da família de Deus, isso porque aceitaram a Cristo como Senhor e Salvador (João 1:10-11).

ESTRANGEIROS. Os gentios, ainda no tempo da lei, eram considerados e taxados pelos judeus de estrangeiros ou alheios aos planos de Deus, e isso porque, não participavam das alianças, como o Israel de Deus. Essa designação para um judeu puritano era a mesma coisa que dizer que, os gentios não faziam parte das bênçãos de Deus para o seu povo. Os israelitas viam os estrangeiros ou os povos de outras nações como gentes pagãs e impuras, destituídos dos benefícios provenientes das promessas de Deus.

NEM FORASTEIROS. A palavra forasteiro neste caso é designada para descrever alguém que não tem um lugar próprio para morar ou habitar. Para os judeus, os gentios eram pessoas desprovidas de segurança quanto a suas próprias nacionalidades. No caso dos seguidores de Cristo na cidade de Éfeso, o escritor afirma que eles não eram forasteiros, isso porque tinham a promessa da parte de Cristo de irem morar na nova Jerusalém.

MAS CONCIDADÃOS. Os gentios não eram considerados pelos israelitas como gente, no que diz respeito aos planos de Deus. Um judeu radical, quanto a sua vida religiosa, chegava a pensar que um gentio era como um animal, desprovido de alma. Porem, na nova comunidade, chamada igreja de Cristo, quem dela faz parte, é um cidadão dos céus, como um judeu, que fazia parte da comunidade de Israel e do povo de Deus.

DOS SANTOS. Para os filhos de Israel, ser santo era cumprir fielmente todas as exigências da legislação de Moisés, guardando os seus mandamentos, estatutos e juízos. Já no tempo da nova dispensação da graça, ser santo é ser justificado gratuitamente pelo sacrifício expiatório do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, Jesus Cristo. Quem faz parte da igreja é santificado pela justificação que há em Cristo Jesus, nosso Senhor.

E DA FAMÍLIA. A família é a célula máster da sociedade, onde a comunhão entre seus membros deve ser perfeita. Assim é o relacionamento entre os membros da nova comunidade cristã com o Pai da grande família que é Deus. Todos aqueles que fazem parte da igreja de Cristo tem livre acesso ao Deus de amor e de bondade. Todos aqueles que nascem de novo pela regeneração da palavra do evangelho se torna filho de Deus.

DE DEUS. Desde a vinda do Messias de Deus e com a implantação de um novo tempo, chamado nova dispensação da graça, que o relacionamento e comunhão do Criador com os seres humanos foi aperfeiçoado. Quem está em Cristo Jesus, tem livre acesso ao trono da graça, dirigindo suas orações ao Deus que ouve a todos e responde as petições dos seus filhos. Os que estavam longe, os gentios, hoje fazem parte da família de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário