Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Efésios 2:7

Efésios 2:7 - Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.
PARA MOSTRAR. Para que o Senhor nos vivificou de entre os mortos e nos fez assentar nos lugares celestiais? Essa forma gloriosa em que Deus tira das trevas um pecador por meio da ressurreição espiritual tem propósitos e objetivos bem definidos nos seus planos. Pela sua ilimitada misericórdia o grande Deus nos enche de esperança que um dia os seus remidos irão estar em lugar de destaque nas mansões celestiais. Para revelar os seus propósitos com a igreja remida de Cristo, que foi resgatada da morte para a vida.

NOS SÉCULOS VINDOUROS. Desde a entrada de Cristo na terra, e sua morte de cruz, que a igreja amada de Cristo sofre o desprezo do mundo. No tempo dos primeiros séculos da existência da igreja na terra que o povo de Cristo nem parece gente para a sociedade. Todavia, vai chegar o tempo, nos séculos vindouros que a igreja remida do Senhor Jesus vai se destacar como sendo o povo especial de Deus. Já no milênio, o povo de Cristo vai reinar sobre a terra juntamente com o Senhor e todos saberão quem é a igreja.

AS ABUNDANTES RIQUEZAS. Para o homem natural, as abundantes riquezas se traduzem pelo acúmulo de bens materiais, poder político, reservas cambiais e poupanças nas instituições financeiras, fazendas latifundiárias ou empresas bem sucedidas. No entanto, para o homem espiritual, as abundantes riquezas são as coisas do reino de Deus, os dons e dádivas de Deus, a salvação alcançada pela graça do Pai demonstrada em Cristo Jesus.

DA SUA GRAÇA. Foi através desta multiforme graça que nós alcançamos os bens eternos da parte de Deus, uma vez que, não fizemos por merecer, mas fomos beneficiados abundantemente pelos favores divino. Os gentios, só mereciam os castigos de Deus, até pelo estado permanente de rebelião, porem, esta graça divina reverteu o quadro em nosso favor, em que o Criador derramou suas bênçãos sem medidas sobre nós.

PELA BENIGNIDADE. Todos os benefícios que hoje a igreja remida de Cristo é possuidora vieram pela benignidade de Deus. Tudo partiu por iniciativa da misericórdia daquele que trabalha para abençoar os seus filhos e por meio do seu grande amor ele tomou a atitude benéfica de perdoar a humanidade. Quando se fala sobre a benignidade de Deus está se referindo a sua essência mesmo, haja vista que Deus é sempre o bem, em verdade.

PARA CONOSCO. O autor se refere a ele próprio como sendo um dos maiores beneficiários desta graça beneficente do Deus de misericórdia, bem como se refere a igreja amada de Deus, que em todas as partes do mundo foi alcançada pelas riquezas abundantes da graça divina. Diga-se de passagem que, toda a criação foi atingida positivamente com esta graça conservadora do Deus de amor, bondade e misericórdia.

EM CRISTO JESUS. Paulo termina por revelar a fonte potencializadora desta graça beneficente de Deus para todos, que é justamente Cristo Jesus, o Filho de Deus, que também é o Messias ou Emanuel de Deus. Falar de Cristo é descrever sobre a missão redentora do Messias de Deus. E Jesus é o nome próprio do Emanuel de Deus, que significa: Aquele que veio salvar o seu povo dos seus pecados, conforme (Mateus 1:21).

Nenhum comentário:

Postar um comentário