Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Efésios 3:5

Efésios 3:5 - O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito Santo aos seus santos apóstolos e profetas.
O QUAL NOUTROS SÉCULOS. “O qual” se refere ao Cristo de Deus, ele que também era o Messias prometido, que veio como sendo o Emanuel, ou seja, Deus entre os homens. Seu nome próprio era “Jesus” que significa: Aquele que veio para salvar o seu povo dos seus pecados, e ficou sendo também conhecido como Jesus de Nazaré. Já a “noutros séculos” diz respeito ao tempo da velha dispensação, antes da vinda do Filho de Deus. O Criador, apesar de não está sujeito ao tempo, mas ele trabalha no tempo dos homens.

NÃO FOI MANIFESTADO. Não que o Cristo de Deus estivesse inerte durante o tempo de sua eternidade passada, mas ele se manifestou somente no tempo profético programado pelo Pai. No entanto, os estudiosos do Velho Testamento citam várias ações pontuais da presença do Cristo de Deus na história de Israel. Agora, o ato da encarnação do Filho de Deus, se deu no momento a que o próprio Paulo chama de plenitude do tempo (Gálatas 4:4). É bom lembrar que Cristo sempre existiu com o Pai, por isso que ele é eterno.

AOS FILHOS DOS HOMENS. Na terra, os filhos dos homens sempre foram o alvo das ações mais importantes do Criador. Até porque como dizem os pregadores da palavra de Deus: O homem foi e é a coroa da criação de Deus. Neste sentido é que, o Cristo de Deus não havia se manifestado como homem para os homens, como aconteceu com o nascimento de Jesus. Mas, antes, suas ações eram permanentes em favor dos homens.

COMO AGORA TEM SIDO REVELADO. Este “agora” diz respeito a manifestação do Cristo de Deus, como sendo o Messias prometido, que veio incorporar o Emanuel de Deus, uma vez que Jesus era Deus entre os homens. O Cristo de Deus se deu a conhecer por meio de sua obra perfeita e completa de redenção em prol dos filhos dos homens, quando na plenitude dos tempos tomou a forma de homem, e habitou entre nós.

PELO ESPÍRITO SANTO. Durante toda a sua manifestação no planeta terra, foi marcante a presença e ações do Espirito Santo de Deus na vida e no ministério do Senhor Jesus. O evangelho nos revela que o Filho de Deus foi gerado pelo Espirito Santo, por isso que ele era o Emanuel, ou seja, Deus entre os homens. Em nenhum momento de sua vida e ministério, Jesus ficou sozinho em suas atividades, o Espírito de Deus estava sempre com ele.

AOS SEUS SANTOS APÓSTOLOS. Cumprindo a sua importante missão de resgatar os pecadores para o seu reino e luz, Jesus subiu para estar assentado a destra da majestade celestial, o Pai eterno. No entanto, deixou os seus apóstolos para dar continuidade à obra de sua igreja remida na terra. Os apóstolos eram santos, porque foram separados por Cristo para receberem as revelações do Espírito Santo na edificação da igreja remida do Senhor.

E PROFETAS. Os apóstolos foram aqueles que conviveram diretamente com Cristo em seu ministério e que foram chamados pelo Senhor, incluindo o apóstolo Paulo. Porem, os apóstolos partiram e a obra de Deus precisava continuar, e isso foi possível, pela chamada dos conhecidos líderes do cristianismo, a quem o escritor chama de profetas. E mesmo no tempo dos apóstolos existiam muitos outros líderes do cristianismo espalhados na terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário