Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Efésios 3:7

Efésios 3:7 - Do qual fui feito ministro, pelo dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder.
DO QUAL. Este começo de mensagem é uma continuidade do que o escritor vinha falando no texto anterior, sobre o evangelho poderoso de nosso Senhor Jesus Cristo. O evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que nele crer, com isso, entende-se que o evangelho das boas novas de Cristo conduz o pecador aos pés da cruz, fazendo com que o homem creia na obra redentora do Cristo de Deus. No evangelho o homem encontra a luz de Deus para seguir a Cristo, que é o caminho a verdade e a vida.

FUI FEITO MINISTRO. Por causa do evangelho de Cristo é que Paulo foi feito ministro. O evangelho pregado por Paulo era diferente do evangelho pregado pelos demais apóstolos, no que tange ao seu direcionamento. Isso porque, os demais apóstolos pregavam o evangelho para os seguidores do judaísmo, pelo menos nos primórdios da igreja primitiva. Enquanto que, Paulo foi feito ministro do evangelho, com uma mensagem voltada para os gentios, é tanto que, ficou sendo conhecido como apóstolo dos gentios.

PELO DOM. O que o autor tenta passar para os seus leitores é que ele era ministro do evangelho das boas novas de Cristo, não porque tivesse capacidade ou habilidade para tamanha responsabilidade, mais sim, porque Deus em sua graça e misericórdia lhe concedeu como dom este ofício. Os dons e os ministérios são dados por Deus aos seus servos para que estes executem sua vontade na terra, no que tange a obra da igreja.

DA GRAÇA DE DEUS. Esta frase é muito mais clara do que a anterior em demonstrar a incapacidade do escritor no exercício do seu ministério. Quando se fala nesta graça de Deus na vida do apóstolo para por em prática o seu ministério, é uma declaração forense de que o mesmo nem de perto merecia tal privilégio de ser um ministro do evangelho. Mas que este era um favor não merecido da parte de Deus para sua vida e missão.

QUE NE FOI DADO. Este favor não merecido de ser um ministro do evangelho na vida de Paulo foi um presente da parte de Deus, a fim de que, o apóstolo cumprisse uma importante missão em levar o evangelho das boas novas em campos missionários transculturais. Dentro dos seus escritos, Paulo deixa bem claro o privilégio que ele tinha de ser chamado por Cristo para ser um instrumento de Deus na pregação do evangelho.

SEGUNDO A OPERAÇÃO. Paulo afirma que não aprendeu sobre o evangelho de Cristo de homem algum, mas sim, diretamente do Pai das luzes. Gálatas 1:11-12 - Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. A operacionalização de Deus na vida de Paulo foi a mais pura demonstração de poder.

DO SEU PODER. Depois de Jesus, o apóstolo Paulo foi uma das personagens mais importante para expansão do evangelho de Cristo em todo o mundo. Depois de ser chamado por Cristo para ser o apóstolo dos gentios. Paulo se preparou com Deus, e saiu pregando uma mensagem do evangelho irresistível. Por onde ele passava pregando as boas novas do evangelho, as pessoas se convertiam, aceitando a Cristo como Senhor e Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário