Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Efésios 3:8

Efésios 3:8 - A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo.
A MIM, O MÍNIMO. Neste mesmo tempo do desenvolvimento da igreja de Cristo, Paulo já era o grande apóstolo dos gentios. Mas nem por isso, agia com prepotência ou orgulho de ser o que era. Nesta colocação feita por ele, se percebe o quanto de sua humildade é demonstrada, ao ponto dele se achar o menor de todos os servos de Cristo. E por que ele se achava o menor do rebanho? Porque antes de se converter para o cristianismo, a serviço do judaísmo e das autoridades judaicas perseguia a igreja remida de Cristo.

DE TODOS OS SANTOS. O autor se reporta a todos aqueles que faziam parte do apostolado, dos ministros do evangelho e da própria igreja amada do Senhor Jesus. Dentre todos aqueles que se consideravam menores do rebanho de Cristo, o apóstolo ainda diz que é menor do que o mais simples dos servos de Cristo. A palavra “santos” dentro deste texto diz respeito a todos aqueles que haviam sido comprados e remidos pelo sangue do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, os justificados em Cristo.

ME FOI DADA ESTA GRAÇA. Para Paulo, exercer com plenitude o seu importante ministério de apóstolo de Cristo aos gentios era na realidade um magnífico presente da parte de Deus para sua vida. Ele era consciente de que não merecia tamanho privilégio, e a isso ele chama de graça, que é um favor não merecido. A forma como o apóstolo fazia a obra de missões era admirável, mas ele não atribuía isso a sua capacidade, mas, a graça de Deus em sua vida.

DE ANUNCIAR ENTRE OS GENTIOS. Conforme ele próprio relata, depois de ter um encontro pessoa com a glória de Cristo, ele foi se preparar, buscando ao Senhor nos desertos da Arábia, por mais de três anos. Pedro o convidou a visitar Jerusalém, certamente para aproveitá-lo junto ao grupo dos doze. Todavia, a chamada do apóstolo era muito importante nos campos missionários transculturais, enviado aos gentios.

POR MEIO DO EVANGELHO. Este evangelho que o apóstolo anunciava era a mensagem das boas novas sobre Cristo e tudo que envolvia a nova aliança da graça de Deus. O evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crer, na obra perfeita de redenção realizada por Cristo Jesus. Quem segue o caminho iluminado do evangelho das boas novas, conforme a vontade de Deus, o destino é a salvação e a vida eterna.

AS RIQUEZAS INCOMPREENSÍVEIS. Dentro deste texto, quando se fala sobre as riquezas de Cristo está se falando sobre os valores futuros que desfrutarão os remidos do Senhor Jesus, a partir do arrebatamento da igreja. E quando se diz que estas riquezas são incompreensíveis é porque não tem limites, são insondáveis, incomparáveis e eternas. A mente humana não tem a capacidade de perscrutar os valores dos benefícios da salvação em Cristo Jesus.

DE CRISTO. Todas as coisas foram entregues ao Filho de Deus e o próprio Jesus declarou: Todo poder me foi dado no céu e na terra (Mateus 28:18). Os insondáveis benefícios que os salvos em Cristo irão desfrutar na eternidade com Deus são frutos da obra de redenção prodigalizada pelo Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, o Cristo de Deus. Pela propiciação, Jesus idealizou a reconciliação ou paz com Deus e com isso a vida eterna para os que creem no seu nome.

Nenhum comentário:

Postar um comentário