Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Efésios 4:1

Efésios 4:1 - Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados.
ROGO-VOS, POIS, EU. O apóstolo começa este quarto capítulo de sua memorável epístola, fazendo um apelo em forma de rogos, a fim de que, os seus leitores vivessem uma vida digna de glórias ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. O pronome enfático “eu” demonstra efetivamente, que esta carta escrita a igreja de Cristo, que estava na cidade de Éfeso, de foto foi enviada pelo grande apóstolo dos gentios, Paulo, e que ele faz questão de deixar sua marca, como selo e garantia de sua autoridade apostólica.

O PRESO. Sobre essa colocação feita pelo escritor, podemos pelo menos conjecturar sobre três coisas, sobre o apóstolo. Primeira, que ele pode está de fato, neste momento de seu ministério, preso na cidade de Éfeso, por conta de pregar o evangelho. Segunda, é que ele pode se referir aos seus aprisionamentos em Éfeso, Cesaréia e Roma e em Jerusalém. E terceira, ele pode também se reportar ao fato de que estava preso a Cristo pelo seu compromisso de fidelidade que tinha com o Senhor, e por não fazer mais a sua própria vontade.

DO SENHOR. Os dois destaques feitos pelo apóstolo nos chama atenção. Primeiro, o artigo “o” preso, e o segundo, “do Senhor”. Há quem diga que Paulo ficou conhecido na cidade de Éfeso, como sendo “o preso no Senhor”, porque em todas as suas atividades que ele exercia em torno do evangelho de Cristo, era ameaçado de prisão pelas autoridades, e que por fim, terminou se cumprindo sua prisão naquela cidade de Éfeso, por amor a Cristo.

QUE ANDEIS. Mais uma vez, o apóstolo usa essa metáfora do andar cristão, e isso ele repete muitas vezes em seus escritos, para ensinar sobre o modo de vida digno que os seguidores de Cristo deviam praticar como representantes do reino de Deus na terra. O intuito do apóstolo, como um dos principais fundadores daquela comunidade cristã, era de que os seus leitores honrasse o nome de Cristo, pelo modo digno de se comportarem.

COMO É DIGNO. O cristianismo até mesmo em seus começos, sempre foi uma religião organizada, a começar com o profícuo ministério do Senhor Jesus. Depois, os apóstolos se organizaram e começaram a por em ordem os ensinos de Cristo, ao redigirem o Cânon do Novo Testamento, contendo as regras da legislação de Cristo. Assim sendo, quem se dizia ser um cristão e seguidor de Cristo, tinha que viver conforme o evangelho.

DA VOCAÇÃO. Desde os tempos da igreja primitiva, que ser um discípulo de Cristo, não era para qualquer um, nem para quem queria, mas sim, para quem fosse vocacionado para isso por Deus. Essa vocação era que produzia convicção nos chamados por Cristo, para fazerem parte de sua igreja, ao ponto dos cristãos primitivos suportarem, tribulações, aflições, perseguições, confisco dos bens, prisões e até morte, por amor a Cristo Jesus.

COM QUE FOSTES CHAMADOS. Paulo tinha em mente, a sua própria chamada, quando teve um encontro pessoal com o Senhor Jesus, na estrada de Damasco. Em que a partir de então, passou a estar pronto a se necessário fosse, morrer pelo evangelho de Cristo. Todos quantos servem ao reino de Deus, é porque foram chamados por Cristo para serem seus discípulos. Somente quem tem esta chamada é que consegue ser fiel até o fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário