Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Efésios 4:10

Efésios 4:10 - Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas.
AQUELE. Continua o escritor falando de Cristo Jesus, ele que venceu a morte, o inferno e o diabo, pelo seu grande poder, como sendo Senhor da ressurreição e da vida. Até mesmo no momento de sua morte, e durante o tempo em que esteve no seio da terra, por três dias, exerceu seu poder, sobre seus inimigos, o diabo com os seus demônios, quando tomou a chave da morte e do inferno da mão de satanás. Nisto percebemos o quanto o Filho de Deus era poderoso, e o quanto ele foi exaltado por Deus Pai.

QUE DESCEU. Baseado nesta expressão é que se defende a tese que tanto o seio de Abraão, quanto o hades ficavam nas partes baixas da terra. Sendo que, o seio de Abraão ficava em uma região mais rasa do solo, enquanto que, o hades, conforme a crença judaica fica no centro da terra, que é uma região profundamente quente, com larvas de fogo, onde mora o diabo com os seus demônios e todos os ímpios que já morreram sem Cristo. Jesus desceu para transportar os justos para o paraíso, lugar de repouso e muita paz.

É O MESMO QUE SUBIU. Cristo foi até o hades para anunciar sua vitória sobre o império das trevas, mas lá não ficou. O Filho de Deus também esteve no seio de Abraão para levar consigo a todos os justos para o paraíso de Deus. Esta frase nos ensina sobre a ressurreição do Cristo de Deus, que foi morto, mas ao terceiro dia ressuscitou para nunca mais morrer. O autor também nos fala sobre a ascensão de Cristo para junto do Pai.

ACIMA DE TODOS. A ascensão de Cristo Jesus (Atos 1:9-11) para se assentar a Deus de Deus em posição elevadíssima e de destaque, nos mostra que Jesus efetivamente ficou acima de todos. E isso nos ensina sobre a superioridade de Cristo sobre a criação inteira. Foi o Deus Todo-poderoso quem exaltou soberanamente o seu Cristo, e lhe deu um nome que esta acima de todo o nome, para que a Cristo todos se rendam (Filipenses 2:9-11).

OS CÉUS. Em se tratando dos homens, por mais que alguém alcance status ou poder social, político ou econômico, mas sua exaltação fica sobre a terra, e mais sedo ou mais tarde essa glória terrena há de ofuscar. Com Jesus Cristo é diferente, porque ele foi exaltado pelo Criador de todas as coisas, acima de todos os homens, do próprio universo e acima de todas as potestades e principados, tanto na terra como nos céus.

PARA CUMPRIR. Na economia de Deus, nada é sem propósito. O Pai exaltou o seu Cristo, o ressuscitando de entre os mortos, e o colocando em posição de destaque para cumprir os seus propósitos e programa de planejamento. Antes mesmo da manifestação do Messias de Deus sobre a terra, tudo já estava planejado pelo Deus Criador, sobre os fatos que sucederia sobre o seu Cristo, e nada foi por um acaso, mas programado e planejado por Deus.

TODAS AS COISAS. Tudo que estava nos desígnios do Criador, teve o seu fiel cumprimento na pessoa bendita de Jesus de Nazaré. O que nos dá a certeza e a esperança de que, se cumprirá também em nossos destinos futuros. Deus está cumprindo e vai ainda cumprir seus planos futuros para a humanidade por meio de Cristo Jesus, é por isso que o Criador elevou o seu Cristo acima de tudo e de todos nos altos céus para cumprir seus planos e propósitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário