Pesquisar este blog

domingo, 11 de dezembro de 2016

Efésios 4:18

Efésios 4:18 - Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração.
ENTENEBRECIDOS. O apóstolo escreve sobre as trevas que há nos corações daqueles que rejeitavam a Cristo Jesus, ele que é a verdadeira luz, que ilumina todo homem que vem ao mundo (João 1:9). O evangelho das boas novas, que representa a luz do conhecimento sobre Cristo e sua obra perfeita de redenção, não encontrava lugar na vida daqueles que estavam submersos nas mais densas trevas da incredulidade. O que faz com que os homens rejeitem a luz da verdade, são as suas obras do mal. (João 3:19-20).

NO ENTENDIMENTO. Quem aceita a Cristo e a sua obra grandiosa de redenção, tem a luz do evangelho sobre sua mente, e com isso seu entendimento é iluminado com a verdade. No entanto, quem não recebe a Cristo como Senhor e Salvador, nem acredita em sua obra maravilhosa de redenção, permanece em trevas. O entendimento fala sobre a razão, sobre a inteligência e sobre a sabedoria. Quem não tem a luz de Cristo, se torna irracional em seus procedimentos, age sempre como um tolo e não possui um bom entendimento.

SEPARADOS DA VIDA. Negar-se a receber a luz de Cristo no coração ou no entendimento é optar a viver nas mais tensas trevas do mundo. E com isso, é optar também pela morte espiritual. A luz é fonte de vida, por isso que, aqueles que vivem com Cristo e para Deus, são possuidores de vida abundante, vida plena e vida eterna. Mas quem anda sem Cristo está envolvido com a morte, condenação, separação eterna de Deus que é vida plena.

DE DEUS. Deus possui vida independente, que é aquela modalidade de vida, que não depende de outra fonte para existir. Portanto, quem está ligado a Deus por meio de Cristo, que é a ressurreição e a vida, participa da vida de Deus, ainda que de maneira outorgada. Os pagãos, não querem provar da vida que vem de Deus, em Cristo Jesus, por isso que permanecem na morte, mesmo vivos na carne, mas mortos no espírito.

PELA IGNORÂNCIA. Essa ignorância sobre a qual escreve o apóstolo nos fala sobre a falta do conhecimento da verdade de Deus. Representa a incredulidade do ser humano, que mesmo sabendo que existe um Criador e dominador de todas as coisas, persiste em não se submeter ao governo de Deus. Essa ignorância também é vista como a rebeldia deliberada dos que se deixam levar pelo ateísmo, e também pela apostasia contra Deus.

QUE HÁ NELES. Tudo tem o seu começo, quando lúcifer se rebelou contra o Criador de todas as coisas. Depois, quanto aos seres humanos, o diabo, que se tornou inimigo de Deus e de suas criaturas, os homens, induziu a raça humana para também se rebelar contra o Criador, e isso se deu lá no Jardim do Éden. As trevas no entendimento, que gera a ignorância nos homens, estão enraizadas na alma dos que rejeitam a luz de Cristo.

PELA DUREZA DO SEU CORAÇÃO. A rebeldia deliberada e consciente do homem contra o seu Criador é que produz essa dureza do coração. Essa dureza é a mãe da incredulidade que habita na alma dos que são dominados pelo ateísmo. Por meio desta insensibilidade no coração e na alma das pessoas é que se fecha a porta, para que o Espírito de Deus não convença o homem do pecado, da justiça e do juízo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário