Pesquisar este blog

sábado, 21 de janeiro de 2017

Gálatas 2:2

Gálatas 2:2 - E subi por uma revelação, e lhes expus o evangelho, que prego entre os gentios, e particularmente aos que estavam em estima; para que de maneira alguma não corresse ou não tivesse corrido em vão.
E SUBI POR UMA REVELAÇÃO. No texto anterior o autor fala de ter subido a Jerusalém, agora, ele diz ter subido novamente, não porque Jerusalém ficasse em uma localização geográfica mais alta do que onde Paulo estava, mas isso se refere a “subir” no nível espiritual que aquela cidade se encontrava a qualquer outra do mundo. Da primeira vez que Paulo foi a Jerusalém, certamente a convite de Pedro, foi por vontade própria, talvez querendo se aproximar do grupo dos apóstolos, mas agora foi por revelação de Deus.

E LHES EXPUS. Ao que tudo indica, desta vez, os líderes da igreja de Jerusalém foram mais atenciosos para com Paulo, até porque já neste tempo, seus trabalhos missionários se havia se tornado conhecido até mesmo na igreja sede de Jerusalém. Tendo pois, sido recebido pelos apóstolos, Paulo teve a oportunidade de expor suas atividade evangelísticas no mundo gentílico e de como o cristianismo estava se expandindo.

O EVANGELHO. O evangelho transmitido pelo apóstolo Paulo era um tanto diferente das revelações dadas aos apóstolos de Jerusalém de início, até porque eram missões diferentes também. Enquanto os apóstolos de Jerusalém concentraram suas atividades em Israel e na Palestina, o apóstolo Paulo foi chamado e enviado por Cristo a pregar o evangelho aos gentios, que tinham tradições e costumes religiosos diferentes.

QUE PREGO. Paulo escreve que Pedro recebeu revelações do evangelho para pregar para os judeus, enquanto que ele recebeu mais profundas revelações do evangelho para pregar aos gentios. De forma que, Paulo empenhava-se em pregar o evangelho das boas novas de Cristo onde Jesus de Nazaré ainda não era conhecido. A tempo, e fora de tempo, Paulo não cessava de falar da nova aliança de graça de Deus para a humanidade.

ENTRE OS GENTIOS. No tempo da velha dispensação da lei, e de acordo com a legislação de Moisés, só existiam dois povos no mundo, os judeus ou israelitas e os gentios. Os judeus consideravam gentios, todos aqueles que não viviam de conformidade com o judaísmo, e que eles consideravam povos pagãos ou incrédulos. Porem, de acordo com a nova dispensação, a igreja de Cristo é mais composta de gentios do que de judeus.

E PARTICULARMENTE OS QUE ESTAVAM EM ESTIMA. Paulo quis dizer: diante daqueles que eram mais influentes na igreja mãe de Jerusalém. Como o apostolado de Paulo já estava consolidado no mundo gentílico, e isso se espalhou por todas as igrejas cristãs, ele foi a Jerusalém e não queria simplesmente falar com qualquer um dos líderes da igreja sede, mas ele, até certo ponto, foi ousado em querer falar com os principais líderes.

PARA QUE DE MANEIRA NENHUMA NÃO CORRESSE OU NÃO TIVESSE CORRIDO EM VÃO. É bem provável que Paulo tenha se reunido com Tiago, Pedro e João que eram as três principais lideranças da Igreja de Jerusalém. Dá primeira vez, Paulo foi lá e não resolveu nada, mas desta feita, a coisa foi diferente, porque agora, ele falou diretamente com os cabeças da igreja sede, e foi ouvido pelos líderes da igreja mãe de Jerusalém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário