Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Gálatas 2:14

Gálatas 2:14 - Mas, quando vi que não andavam bem e corretamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?
MAS, QUANDO VI QUE NÃO ANDAVAM BEM E CORRETAMENTE. Quem não estavam dando um bom testemunho para o cristianismo? Primeiro, o apóstolo Pedro, depois os emissários de Tiago, que era o líder principal da igreja de Jerusalém, e por fim, Barnabé e os judeus convertidos ao cristianismo da igreja de Antioquia. Eles todos estavam desconsiderando o que foi acordado com Paulo na sede da igreja cristã em Jerusalém, em que as igrejas dos campos missionários dos gentios, não seriam obrigadas a cumprir a lei.

CONFORME A VERDADE DO EVANGELHO. Para os líderes da igreja cristã de Jerusalém, viver conforme o evangelho era ter que participar da circuncisão, mesmo sendo cristão, e com isso, teriam que cumprir as exigências da legislação de Moisés. No entanto, para Paulo, andar conforme a verdade do evangelho é viver dentro dos padrões da aliança da graça de Deus com todas as nações do mundo. Paulo defendia a liberdade cristã.

DISSE A PEDRO NA PRESENÇA DE TODOS. Pedro estava visitando as igrejas fundadas por Paulo no mundo gentílico, mas como apóstolo do grupo dos doze, ele representava as lideranças da igreja mãe de Jerusalém. Nem por isso, intimidou o apóstolo Paulo, que sentia que as igrejas por ele fundadas estavam sendo invadidas por novos costumes que não eram próprios para os gentios convertidos ao Cristianismo, mas de judeus.

SE TU, SENDO JUDEU. Essa foi uma conversa olho no olho, e face a face, sem papa na língua. Paulo expôs diante do apóstolo da circuncisão seu ponto de vista e o quanto ele estava se sentindo decepcionado com Pedro. Pedro era judeu por nacionalidade e também por ser seguidor do judaísmo, além do mais, ele era adepto do cristianismo com adaptações do judaísmo. Pedro era um cristão legalista como muitos outros também.

VIVES COMO GENTIO. Em Jerusalém, Judeia, galileia e igrejas da Palestina, Pedro vivia como um seguidor do judaísmo, com algumas adaptações dos ensinos de Jesus. Mas, chegando longe das lideranças de Jerusalém, então o apóstolo abriu mão das exigências da legislação de Moisés para se deixar levar pela liberdade cristã pregada por Paulo e seus amigos de ministério. Essa liberdade era, a não obrigação de cumprir a lei de Moisés.

E NÃO COMO JUDEUS. Paulo dizia para Pedro: Porque você, sendo Judeu, não vive como se estivesse em Jerusalém, Já que você ficou responsável pelos trabalhos com os judeus? Paulo não aceitava a duplicidade de comportamento de Pedro, que sendo ele judeu convertido ao cristianismo, mas que ao chegar às igrejas gentílicas, vivia como gentio, mas que com a chegada de alguns representantes de Tiago, voltou a ser judeu.

PORQUE OBRIGAS OS GENTIOS A VIVEREM COMO JUDEUS? Paulo estava efetivamente aborrecido com o comportamento de Pedro. Isso porque, Pedro não estava em meio a judeus convertidos ao cristianismo, mas ele estava no meio de gentios convertidos ao cristianismo, que era uma área de atividades de Paulo. Desta forma, Pedro não podia impor suas regras judaicas-cristãs, nas igrejas compostas por membros do povo gentio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário