Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Gálatas 2:20

Gálatas 2:20 - Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo no corpo, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.
JÁ ESTOU CRUCIFICADO COM CRISTO. Para que o Cristo de Deus foi crucificado na cruz do Calvário? Dentro deste tema que o escritor vem desenvolvendo, foi justamente para libertar a sua igreja, composta de judeus e gentios, da lei. Quando o apóstolo diz que já está crucificado com Cristo, ele quer dizer que, foi liberto das amarras e das ordenanças de uma lei que, no tempo da nova dispensação, se tornou obsoleta, para dar lugar ao evangelho da paz, em que traz uma mensagem de fé em Cristo pela graça de Deus.

E VIVO, NÃO MAIS EU. A morte expiatória do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo foi para produzir vida, e vida com abundância para os seus discípulos. A lei, no caso de Paulo, gerou morte para ele, Todavia, a propiciação de Cristo lhe trouxe a ressurreição espiritual. O que antes era morte, condenação e maldição foram desfeitas para dar lugar a vida, salvação e bênção, tudo isso em Cristo Jesus que remiu o seu povo.

MAS CRISTO VIVE EM MIM. Os defensores do judaísmo, e, portanto, da legislação de Moisés, usados pelo diabo com os seus demônios, crucificaram o Cristo de Deus, matando-o no madeiro, por morte de Cruz. Porem, ele ressuscitou, subiu ao céu para se assentar a destra de Deus, e fundou a sua igreja, que ele remiu com o seu sacrifício de amor. Para essa dimensão de vida, Cristo vive por meio dos seus remidos, que é a igreja.

E A VIDA QUE AGORA VIVO NO CORPO. O Messias veio ao planeta terra, prodigalizou a obra perfeita de redenção, implantou a nova dispensação da graça, em que por meio do evangelho das boas novas estabeleceu uma nova ordem mundial, em que os seus seguidores não mais vivem para si mesmo, isso porque, todos aqueles que aceitam a Cristo como Senhor e Salvador, não mais fazem suas próprias vontades, mas a de Cristo.

VIVO-A NA FÉ DO FILHO DE DEUS. De acordo com a dispensação da graça, de Deus por Cristo Jesus, e pela igreja remida, o justo viverá pela fé no Filho de Deus. Viver pela fé no Filho de Deus é renunciar tudo o que o mundo oferece, mas que não agrada a Deus, bem como crer no nome do Filho de Deus, Jesus Cristo, e na obra perfeita de redenção realizada pelo Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, que fez a reconciliação.

O QUAL ME AMOU. A lei, ou a letra no papel, não tem sentimento, porque é algo morto, que só estabelece regras e exigências. Mas o Verbo encarnado demostrou na prática o verdadeiro amor pela sua igreja amada, que ele comprou com seu sacrifício de amor. A lei, não passava de teoria, mas o Cristo de Deus foi, na prática, a essência do mais forte e ilimitado amor pela humanidade, sua vida e ministério foi uma prova do mais puro amor.

E SE ENTREGOU A SI MESMO POR MIM. No tempo da mudança, da velha dispensação da lei, pela nova dispensação da graça, o Criador estava no seu limite de tolerância, alguma coisa precisava ser feita, ou destruição ou salvação da humanidade. Foi quando o Filho de Deus se dispôs a vir para servir de propiciação, e com isso aplacar a ira e o furor de Deus contra a humanidade. Cristo Jesus construiu um ambiente de paz pela reconciliação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário