Pesquisar este blog

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Gálatas 3:18

Gálatas 3:18 - Porque, se a herança provém da lei, já não provém da promessa; mas Deus pela promessa a deu gratuitamente a Abraão.
PORQUE, SE A HERANÇA. Esta herança, diz respeito à posse de alguma coisa, que no caso em foco, diz respeito ao cumprimento da aliança feita a Abraão por Deus, que se cumpriu na igreja de Cristo, composta de todas as nações do mundo, e não nos descendentes físicos do patriarca. No caso da lei de Moisés, a posse da herança era terrena e material, porque as promessas eram para esta vida terrena. Mas no caso das promessas espirituais feitas a Abraão são eternas, o que resulta na salvação para a igreja remida de Cristo.

PROVÉM DA LEI. Em se tratando dos homens, quando em uma aliança ou acordo, se espera uma só palavra das partes, até porque duplicidade significa quebra de contrato ou acordo. Muito mais com Deus, ele prometeu a Abraão abençoar todas as nações do mundo por meio do seu descendente, que é Cristo. Desta forma, a posse da promessa não poderia se dar pela lei, até porque a promessa feita a Abraão foi antes da lei, quatrocentos e trinta anos antes de vir à lei, conforme o escritor deixa explícito.

JÁ NÃO PROVÉM DA PROMESSA. Se a posse do que Deus havia acordado com Abraão fosse pela lei, já não seria pela promessa feita ao patriarca Abraão, ou uma coisa ou outra, ou prevalece á lei ou a promessa, não poderia ser pelas duas, até porque são alianças deferentes e opostas uma da outra. Certamente Paulo estava se defendendo dos cristãos legalistas que defendiam a conversão ao cristianismo sem deixar de cumprir a lei.

MAS DEUS. A validação da aliança baseada na promessa, que era para todas as nações do mundo, por meio do descendente, que era Cristo, e não Isaque, não foi feita por um homem fraco, que para defender seus interesses, hoje diz uma coisa e amanhã já diz outra. Mas, a promessa feita ao patriarca Abraão foi feita pelo Deus único e verdadeiro Criador de todas as coisas, aquele que não mente, e conforme as Escrituras, não muda.

PELA PROMESSA. A aliança feita por Deus a Abraão não se cumpriu na lei de Moisés, ou na antiga dispensação da lei, mas ela teve o seu fiel cumprimento baseada na promessa, que estava se cumprindo na nova dispensação da graça, com o exercício da fé em Cristo Jesus, que foi destacado pelo apóstolo dos gentios, como o descendente de Abraão sobre quem a promessa havia sido feita, e não em um código de lei, que não deu certo.

A DEU GRATUITAMENTE. Essa é uma expressão que representa a graça de Deus sobre o patriarca Abraão, o que na nova dispensação se traduz por aliança da graça. A promessa foi feita a Abraão sem que ele tivesse que cumprir nenhuma exigência feita por uma lei. Quando se diz que Deus deu a promessa a Abraão gratuitamente, isso quer dizer que foi por graça, ou um favor não merecido, porque graça significa justamente isso.

A ABRAÃO. Este patriarca era chamado pelo povo de Israel como o pai de toda aquela nação, enquanto que o apóstolo dos gentios a classifica de pai de todos os que creem. A aliança feita entre Deus e Abraão, baseada na promessa é uma tipologia do que havia de acontecer com a aliança de Deus com a igreja de Cristo, em que o Mediador desta aliança é o descendente de Abraão, o Messias de Deus, o Emanuel que é o Cristo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário