Pesquisar este blog

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Gálatas 3:2

Gálatas 3:2 - Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé?
SÓ QUISERA SABER. O apóstolo estava realmente estarrecido por ver que, os seus filhos na fé tão depressa se deixassem mover da firmeza do evangelho da graça, por uma outra filosofia religiosa que não era adequada para o povo gentílico. Cheio de dúvidas o escritor faz perguntas em busca de respostas, porque ele próprio não estava entendendo nada do que estava acontecendo com os seguidores do evangelho de toda uma região, que havias se convertido por meio da pregação da fé, e não pelas exigências da lei de Moisés.

ISSO DE VÓS. A lei mosaica de início mostrou sua eficácia para o Israel de Deus, mas não demorou muito tempo para cair no desuso, prova disto era de que, em muitos momentos da história dos filhos de Israel, eles abandonaram a legislação de Moisés. Diferente do evangelho da graça de Deus e da pregação da fé que o apóstolo dos gentios se envolvia com dedicação, alcançando todas as nações do mundo. Para o autor desta carta era algo estarrecedor saber que os seus leitores estavam regredindo, em vez de avançarem na fé.

RECEBESTES. Tendo Paulo e os seus companheiros de ministério pregado o evangelho das boas novas de Cristo nas cidades da Galácia, prontamente o povo recebeu a mensagem e Deus fez maravilhas no meio dos seguidores de Cristo. As igrejas começaram muito bem recebendo da parte de Deus virtudes, muita alegria e o derramamento abundante do Espírito Santo, com os dons espirituais e ministeriais. Mas, não demorou muito tempo.

O ESPÍRITO. A promessa antiga se cumpria no meio daquele povo, conforme Joel 2:28-29 - E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. Muitos foram cheios do Espírito Santo de Deus em cumprimento das promessas.

PELAS OBRAS DA LEI. No entanto, não foi por cumprirem os requisitos exigidos pela legislação de Moisés, que os convertidos ao cristianismo receberam a presença maravilhosa do Espírito de Deus. Até porque a promessa da fusão do Espírito na vida dos servos e servas de Deus, não era para o tempo da lei, mas sim, para o momento já dentro da nova dispensação da graça, coisa que só veio acontecer depois do dia de pentecostes.

OU PELA PREGAÇÃO. Enquanto os judaizantes exortavam os gentios convertidos ao cristianismo, de que eles deveriam cumprir as exigências da lei de Moisés, nada acontecia espiritualmente com os seus ouvintes. Mas, quando os missionários cristãos pregavam sobre a nova proposta de Deus para os gentios, Deus fazia acontecer coisas grandes, com o derramamento do Espírito Santo no meio do seu povo, e isso era maravilhoso.

DA FÉ? O escritor queria saber dos seus leitores, se eles receberam o poder de Deus, pela presença do Espírito Santo, pelas obras da lei ou pela pregação da fé? É óbvio que pelas obras da lei, nada mais acontecia, porque um novo tempo estava sendo proposto por Deus em Cristo Jesus, pela presença poderosa do Espírito Santo. A pregação da fé é a mensagem do evangelho glorioso do Senhor Jesus sobre a nova dispensação da graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário