Pesquisar este blog

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Gálatas 3:23

Gálatas 3:23 - Mas, antes que a fé viesse, estávamos guardados debaixo da lei, e encerrados para aquela fé que se havia de manifestar.
MAS, ANTES. O “antes” como termo temporal, diz respeito a um longo período de tempo, entre o momento em que uma promessa foi feita e o seu cumprimento. O Deus de Abraão fez aliança com o patriarca, quando Israel nem existiam como nação, depois teve mais quatrocentos e trinta anos, este antes cobre todo o tempo em que a lei passou a vigorar para o povo de Israel. Deus é eterno, portanto, não se submete ao tempo, porem, trabalha no tempo dos homens para cumprir seus propósitos na terra com o seu povo.

QUE A FÉ. Esta fé se traduz em plena confiança em Cristo, como sendo o Messias de Deus, que veio para cumprir a promessa feita a Abraão de que no seu descendente, Jesus Cristo, todas as nações do mundo, os gentios, seriam abençoadas. A fé cristã é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se veem (Hebreus 11.1). Está fé está depositada na obra perfeita do Cristo de Deus, ele que veio como sendo o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, por meio da expiação.

VIESSE. A chegada desta fé cristã foi sinalizada com o nascimento de Jesus, o Cristo de Deus, que veio para implantar a nova dispensação da graça de Deus, em que o homem entra com a sua fé, e Deus entra com a sua graça salvadora. Paulo fala do tempo do evangelho, em que as boas novas de salvação trás a viva esperança de bênção para esta vida presente, mais com promessas maiores de bênçãos futuras com a vida eterna.

ESTÁVAMOS GUARDADOS. Quem estava guardado? O autor se inclui entre todos aqueles que esperavam o tempo da graça de Deus, isso porque ele como judeu que era, tinha consciência de que pela lei, ninguém mais tinha condições de servir a Deus com fidelidade, como determinava as exigências da lei. Agora, o apóstolo dos gentios suaviza o verbo quando diz que todos estavam guardados debaixo da lei, até a chegada da fé.

DEBAIXO DA LEI. Esta lei a que se refere o escritor, diz respeito à legislação de Moisés, que fora dada aos filhos de Israel, agora, como nação independente. Quando se fala sobre a lei de Moisés, nela estão inclusas todos os tipos de leis que uma nação precisa para se organizar como um país independente. Na legislação de Moisés continha mandamentos religiosos, sociais, e civis, como a constituição, código civil, código penal e etc.

E ENCERRADO PARA AQUELA FÉ. Como no versículo anterior, novamente o apóstolo dos gentios volta a endurecer o termo, para descrever a realidade a que a lei submetia os seguidores do judaísmo. A palavra “encerrado” é um termo que fala sobre uma situação de aprisionamento em que o detento ficava em uma masmorra, no cárcere inferior, sendo totalmente banido de sua liberdade. Assim viviam os seguidores do judaísmo.

QUE HAVIA DE MANIFESTAR. Até que veio o veredito de liberdade, com a proclamação da nova dispensação da graça de Deus. A inauguração por Cristo deste novo tempo de relacionamento dos homens com Deus funcionou como o grito da liberdade dos escravos pela promulgação da lei áurea. Muito mais do que isso, porque Cristo libertou um povo cativo na alma e no espírito, e não somente temporariamente, mas para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário