Pesquisar este blog

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Gálatas 3:5

Gálatas 3:5 - Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé?
AQUELE, POIS. “Aquele” se refere ao Deus de amor, misericórdia e graça, que por meio do seu Filho Jesus Cristo, quem chamou os seguidores do evangelho na região da Galácia. Esse é o mesmo Deus que trabalhou na vida do seu povo Israel, no tempo da dispensação da lei, mas que agora, estava derramando sua graça para com os gentios, dos quais faziam parte os cristãos da Galácia. Continua o apóstolo defendendo a graça derramada por Deus sobre a igreja de Cristo, não pela lei, mas pelo evangelho das boas novas.

QUE VOS DÁ. Depois de acharem que eram fieis aos mandamentos da legislação de Moisés, os filhos de Israel barganhavam com Deus, como se as bênçãos do Senhor fosse moeda de troca, se eles se achavam fieis, cobravam o cumprimento das promessas, conforme a lei. No tempo da graça, de acordo com o evangelho das boas novas, só existe a fé da parte dos seres humanos, porque o resto é com Deus, que graciosamente derrama seu Santo Espírito sobre os fieis, e com ele vem todas as bênçãos e promessas.

O ESPÍRITO. Os destinatários desta belíssima carta eram privilegiados, por fazerem parte de uma nova dispensação, e por terem sido alcançados com o evangelho glorioso de Cristo, isso porque, agora podiam ter de forma abundante a presença do Espírito de Deus. Quando ainda estava na terra, Cristo prometeu enviar o Consolador amado, e assim o fez, a partir do dia de pentecostes, cumprindo assim a promessa de (Joel 2:28-29).

E QUE OPERA MARAVILHAS. Juntamente com a mensagem do evangelho, o Deus Todo-poderoso realizava maravilhas no meio das igrejas da Galácia, até porque, o Espírito de Deus, o qual estava derramado sobre os leitores de Paulo, traziam consigo os dons espirituais e ministeriais. Deus estava trabalhando em prol dos que nele confiavam, operando sinais em benefício daqueles que aceitavam a Cristo como Senhor e Salvador.

ENTRE VÓS. Não era coisa de ouvir falar, porem, eram experiências vividas por aqueles que estavam sendo beneficiados pelos favores de Deus. Era grande a manifestação do poder de Deus, pelo seu Santo Espírito, na vida dos servos do reino de Deus, dificilmente teria alguém que não testemunhasse do agir de Deus em seu favor e de sua família. Deus confirmava a pregação de Paulo e de seus amigos de ministério com maravilhas.

FÁ-LO PELAS OBRAS DA LEI. Outra vez, o apóstolo dos gentios rechaça o fato dos seguidores do cristianismo tentarem voltar para as algemas da lei, e ele declara de que, não era pelas obras da lei, que Deus fazia tantas maravilhas no meio do seu povo. Se as regras da lei fosse o suficiente para o povo, não seria necessário Deus enviar o seu Filho Jesus para ter que passar tudo que o Cristo de Deus teve que atravessar de sofrimentos.

OU PELA PREGAÇÃO DA FÉ? Mas Cristo veio, cumpriu por nós as exigências da lei, para nos libertar justamente das amarras da legislação de Moisés, fazendo despontar uma nova esperança de salvação e vida eterna para os que creem no seu nome. Portanto, era pela pregação da fé, que os milagres, prodígios e sinais aconteciam para com a igreja remida de Cristo, isto porque, o Espírito de Deus estava agindo em prol dos remidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário