Pesquisar este blog

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Gálatas 3:8-9

Gálatas 3:8-9 - Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão.
ORA, TENDO A ESCRITURA PREVISTO. O autor continua usando o exemplo de Abraão para defender seus argumentos de que, quem está vivendo o tempo da nova dispensação da graça de Deus pela fé em Cristo Jesus, consequentemente está de acordo com as profecias bíblicas. E o texto de prova utilizado pelo apóstolo dos gentios fazia parte das Escrituras mais acreditadas das literaturas religiosas dos judeus, que era justamente o livro do Gênesis, que foi escrito por Moisés, o maior legislador de Israel para os judeus.

QUE DEUS HAVIA DE JUSTIFICAR PELA FÉ. Paulo escreve sobre o que está escrito na profecia sobre a nova dispensação da graça, que diz: E creu Abraão, e isso, lhe foi imputado como justiça. Neste caso, Abraão não foi justificado pelas obras da lei, até porque a legislação de Moisés só foi promulgada muitos anos depois, porem, foi pelo exercício da fé, que o patriarca Abraão foi justificado diante de Deus.

OS GENTIOS. Existem muitas profecias messiânicas, bem como outras tantas, que já apontavam para o novo tempo, em que Deus anunciava a nova dispensação da graça do Senhor pela fé em Cristo Jesus. De forma que, a profecia citada por Paulo neste texto, nos leva ao contexto geral das Escritoras de que Deus já previa sua aliança de paz com os gentios, com todas as nações do mundo, diferente da lei, que foi nacionalista.

ANUNCIOU PRIMEIRO O EVANGELHO A ABRAÃO. Quando se fala sobre o evangelho, neste caso, esta se reportando a um novo jeito de Deus tratar com a humanidade, diferente do tempo da lei, em que Deus fez aliança somente com Israel. O apóstolo defende o evangelho, em detrimento da lei, afirmando que o mesmo evangelho que ele pregava, também foi anunciado ao patriarca Abraão, quando fez promessa aos gentios.

DIZENDO: TODAS AS NAÇÕES SERÃO BENDITAS EM TI. Quando os judaizantes liam essa mensagem nos escritos de Moisés, eles faziam vista grossa, porque eles discriminavam as demais nações do mundo, por não fazerem parte da árvore genealógica de Abraão, Isaque e Jacó. Deus prometeu ao patriarca Abraão, que não somente Israel, como nação, seria abençoada dentro das promessas feitas a Abraão, mas os gentios também.

DE SORTE QUE OS QUE SÃO DA FÉ. Essa frase fala sobre a igreja remida de Cristo, porque dela fazem parte todos àqueles que exercem sua fé em Cristo Jesus, e que confiam inteiramente que sua obra perfeita de redenção, leva o salvo aos braços de Deus. Os judaizantes defendiam de que, para ser salvo, o homem precisava seguir o judaísmo, até mesmo aqueles que se convertiam ao cristianismo, mas Paulo diz que não, e defende a fé.

SÃO BENDITOS COM O CRENTE ABRAÃO. Anteriormente o apóstolo dos gentios declara que os seguidores de Cristo, portanto, todos aqueles que faziam parte do cristianismo eram filhos de Abraão. Agora, ele confirma dizendo que, os seguidores do evangelho da graça são abençoados também por meio das promessas feitas e confirmadas a Abraão. Conclui-se que Paulo fez sua defesa da fé de maneira forte, contra os cristãos legalistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário