Pesquisar este blog

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Gálatas 4:15-16

Gálatas 4:15-16 - Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis. Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?
QUAL É LOGO, A VOSSA BEM-AVENTURANÇA? Decepção total é o que descreve o estado emocional em que o apóstolo dos gentios expressa pela situação vexatória em que se encontravam os cristãos da Galácia. O escritor não ver nada de positivo em saber das condições espirituais em que as igrejas daquela região se encontravam. Os judaizantes, e mais provável os cristãos legalistas de Jerusalém chegaram naquele lugar e bagunçaram a mente dos filhos na fé de Paulo, ao ponto de deixarem a fé cristã pela fé judaica.

PORQUE DOU TESTEMUNHO DE QUE. Podemos afirmar que, quando o missionário de Cristo esteve em outras vezes naquela região para pregar o evangelho das boas novas aos seus leitores, se deu de corpo e alma pelos seus filhos na fé e a obra da igreja. Agora, mesmo ausente, mas não se negava a testemunhava aos seus leitores de que estavam entrando em um caminho escorregadio, o caminho da lei e não do evangelho.

SE POSSÍVEL FORA. Paulo acha tão difícil a situação em que se encontravam os cristãos da Galácia, ao ponto de enxergar a possibilidade de se concertarem, no sentido de voltarem ao evangelho que eles receberam no início da fé deles. O fato é que as heresias plantadas pelos falsos líderes religiosos têm raízes mais profundas do que a simplicidade do evangelho, muitas vezes, por isso é tão difícil convencer alguém que apostatou da fé.

ARRANCARÍEIS OS VOSSOS OLHOS. Essa é uma metáfora que expressa uma atitude radical ao extremo para tentar solucionar um problema mais que complicado. Era como se o escritor desejasse arrancar da cabeça dos seus leitores toda a visão deles, da forma como estavam agora vendo as coisas. Ao que tudo indica, o legalismo judaico-cristãos havia feito uma lavagem cerebral naqueles que outrora seguiam apenas o evangelho.

E MOS DARÍEIS. Os olhos, neste caso, fala de como os leitores de Paulo estavam vendo e enxergando a nova realidade religiosa. Quando o escritor fala em arrancar os olhos dos que faziam parte das igrejas na Galácia para depois lhes darem novamente, é que ele desejava e testemunhava de que se possível fosse faria tudo de novo, no tocante a evangelizar novamente toda aquela região, para ganha-los novamente para Cristo.

FIZ-ME ACASO VOSSO INIMIGO. Não temos como precisar se o escritor fala de quando esteve presente em suas campanhas evangelísticas ou se ele se refere ao que ele estava escrevendo nesta sua epístola. Seja como for, tanto antes como agora, o apóstolo dos gentios já havia dado provas suficiente de que queria sempre o melhor para os seus leitores e não o pior, até porque ele era amigo de todos eles, e os tinha como filhos na fé.

DIZENDO A VERDADE? Quem não conhece a celebre frase do Pastor Luther King? Que diz: Quem quiser fazer inimigos, basta falar a verdade. O apóstolo Pulo fala a verdade para que os seus leitores tirassem as escamas dos seus olhos, e passagem a enxergar de que estavam entrando por um caminho escorregadio, abandonando os caminhos do evangelho pelas veredas tortuosas do legalismo cristão ou das exigências do judaísmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário