Pesquisar este blog

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Gálatas 4:17-18

Gálatas 4:17-18 - Eles têm zelo por vós, não como convém; mas querem excluir-vos, para que vós tenhais zelo por eles. É bom ser zeloso, mas sempre do bem, e não somente quando estou presente convosco.
ELES TÊM ZELO POR VÓS. “Eles” se referem aos cristãos legalistas, que faziam parte da igreja mãe de Jerusalém, que estavam invadindo os campos missionários conquistados por Paulo. Esse zelo citado por Paulo era uma falsa preocupação que os opositores de Paulo e do evangelho da graça demostravam pelos leitores do apóstolo dos gentios, com o objetivo de conquistarem a confiança dos gálatas, mas por traz de tal zelo havia a nítida intenção de os deslocarem do evangelho pregado por Paulo, para a lei mosaica.

NÃO COMO CONVÉM. Paulo percebe que os cristãos legalistas de Jerusalém estavam agindo em seus campos missionários com segundas intenções. Eles se mostravam dissimulados, lobos com pele de ovelhas, quando distorciam as pregações de Paulo e seus ensinos. No capítulo dois desta epístola, ficou acertado que Paulo ficava com a evangelização dos gentios, enquanto que, os líderes de Jerusalém com os judeus.

MAS QUEREM EXCLUIR-VOS. A intenção dos representantes legalistas da igreja de Jerusalém era justamente tirar os seguidores de Cristo das igrejas da Galácia dos caminhos do evangelho de Cristo. Quando lhes ensinavam de que, mesmo tendo se convertido ao cristianismo, eles teriam a obrigação de guardarem todos os preceitos da legislação de Moisés, coisa que, segundo Paulo ensinava e pregava, não era necessário.

PARA QUE VÓS TENHAIS ZELO POR ELES. Tanto os judaizantes quanto as lideranças cristã legalistas de Jerusalém queriam mesmo era fazer prosélitos para si mesmos. Eles não tinham a intenção de levarem seus discípulos a Cristo, mas sim, conquistarem a confiança dos leitores de Paulo, a fim de que seguissem tais líderes, e não a Cristo Jesus. Diferente de Paulo, que havia trabalhado e muito para ganhar vidas para Cristo Jesus.

É BOM SER ZELOSO. Paulo até elogia que os seus leitores fossem zelosos pelas coisas de Deus, vivendo uma vida de santidade, dedicados inteiramente ao reino de Deus e de Cristo. Foi efetivamente para isso que o grande apóstolo dos gentios havia feito suas campanhas evangelísticas naquela região, pregando e ensinando como viver uma vida digna perante a sociedade e principalmente diante de Deus, que tudo vê e conhece.

MAS SEMPRE DO BEM. Ser zeloso do bem, neste caso, para o escritor era permanecer nos caminhos de Cristo, buscando o reino de Deus em primeiro lugar e as coisas que são de cima. Só que, em vez de seguirem tal orientação do apóstolo, os seus leitores estavam era seguindo o caminho inverso, e que eles não tinham condições de cumprirem com as regras impostas pela legislação de Moisés, que os legalistas queriam.

MAS NÃO SOMENTE QUANDO ESTOU PRESENTE CONVOSCO. Ao que tudo indica, os leitores de Paulo estavam agindo com dupla personalidade e comportamento dúbio. Quando Paulo estava presente, eles faziam conforme o apóstolo havia lhes ensinado, mas quando ausente, os cristãos legalistas lhes influenciavam a que agissem como se judeus fossem e seguidores do judaísmo. Paulo pede sinceridade dos seus leitores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário