Pesquisar este blog

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Gálatas 5:11-12

Gálatas 5:11-12 - Eu, porém, irmãos, se prego ainda a circuncisão, por que sou, pois, perseguido? Logo o escândalo da cruz está aniquilado. Eu quereria que fossem cortados aqueles que vos andam inquietando.
EU, POREM, IRMÃOS. O “eu” usado por Paulo é Enfático, no sentido de destacar sua posição quanto aos assuntos que ele estava expondo nesta carta, bem como para se defender das acusações dos seus opositores. O fato do escritor chamar seus leitores de irmãos, isso era uma características de humildade do apóstolo, e ao mesmo tempo para destacar que estava dirigindo suas exortações a quem realmente importava que eram os seguidores de Cristo, nas igrejas que estavam situadas na região da grande Galácia.

SE PREGO AINDA A CIRCUNCISÃO. Percebe-se o ataque diretivo do apóstolo dos gentios aos seus opositores naquelas igrejas, até porque, aqueles que estavam pregando o retorno dos cristãos a legislação de Moisés, chegavam a acusar a Paulo de defender que os cristão precisavam ser circuncidados. Mas, tanto as pregações de Paulo, quanto os seus escritos provam o contrário. Quem defendia a circuncisão eram os legalistas.

PORQUE SOU, POIS, PERSEGUIDO? O contrário do que os opositores de Paulo testemunhavam a respeito dele, o apóstolo dos gentios pregava era contra a circuncisão dos gentios que se convertiam ao cristianismo. E por conta disto é que o apóstolo dos gentios era duramente perseguido pelos judaizantes ou defensores do judaísmo, como também pelos cristãos legalistas de Jerusalém, invasores de suas igrejas.

LOGO O ESCÂNDALO DA CRUZ. Para os seguidores do judaísmo, o foto de Cristo ter morrido pendurado em uma cruz era uma maldição, conforme a legislação de Moisés. Já para os gregos, a crucificação de Jesus de Nazaré era um escândalo. Mas para os verdadeiros líderes do cristianismo primitivo, a crucificação do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, era um ato perfeito de expiação, propiciação e redenção.

ESTÁ ANIQUILADO. Aqueles que andavam pregando na região da Galácia que os seguidores de Cristo, mesmo tendo se convertido ao cristianismo precisavam ser circuncidados e com isso guardarem a legislação de Moisés. Eles com isso buscavam anular o sacrifício expiatório de Cristo, que resultou na reconciliação da humanidade com Deus. Porque para Paulo, o homem escolhe; ou a lei, ou a redenção feita por Cristo.

EU QUERERIA QUE FOSSE CORTADO. Um estudo panorâmico dos escritos de Paulo nos passa a ideia de que ele era de fato amoroso com os seguidores de Cristo Jesus, porem, implacável com aqueles que tentavam prejudicar o andamento da igreja de Cristo. Neste ponto, ele deseja que os seus opositores sejam decepados do meio do povo de Deus, fosse quem fosse. Cortado, neste caso, seria nos dias de hoje, excluído mesmo.

AQUELE QUE VOS ANDAM INQUIETANDO. É notório que o apóstolo dos gentios estava furioso neste momento, contra quem estava invadindo seus campos missionários, levando ideias contrárias a tudo aquilo que ele havia ensinado nas igrejas por ele fundadas. O que podemos conjecturar é que eram pessoas que representavam a igreja legalista de Jerusalém. Esse legalismo durou até os anos setenta ou um pouco mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário