Pesquisar este blog

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Gálatas 5:2-3

Gálatas 5:2-3 - Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará. E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei.
EIS QUE EU, PAULO. Esse trecho desta carta reforça a tese de que efetivamente foi o apóstolo Paulo quem escreveu esta missiva aos Gálatas e expõe seu “eu” enfático, juntamente com seu nome próprio Paulo, para que não houvesse dúvida da autoria. Ao mesmo tempo, o escritor ao se interpor com eu nome, estava demostrando sua autoridade apostólica, coisa que reforçava o peso deste documento, até porque neste momento do seu ministério, Paulo era por demais respeitado pela igreja de Cristo Jesus.

VOS DIGO QUE, SE VOS DEIXARDES CIRCUNCIDAR. Quem seria indicado candidato a ser circuncidado? Somente aqueles que pudessem provar que eram descendentes dos patriarcas Abraão, Isaque e Jacó. Como também os prosélitos do judaísmo, ou seja, aqueles que mesmo sendo estrangeiro, mas queriam ser seguidores da legislação de Moisés. No caso dos leitores de Paulo, eles eram gentios convertidos ao cristianismo.

CRISTO DE NADA VOS APROVEITARÁ. Se porventura alguém se convertesse ao judaísmo, e não ao cristianismo, por se deixar ser circuncidado, então, essa pessoa não precisava de Cristo nem da obra perfeita de redenção realizada pelo Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, Jesus Cristo. Para Paulo, quem optasse pelo judaísmo, estava confessando que não precisava de Jesus Cristo e, portanto, não era cristão.

E DE NOVO PROTESTO A TODO O HOMEM. Depois que Paulo esteve em Jerusalém, conforme capítulo dois desta carta, e deu testemunho do quanto Deus estava abençoando as igrejas do mundo gentílico, despertou os cristãos legalistas a invadirem os campos missionários conquistados por ele. E diante das ameaças que chegavam às igrejas supervisionadas por Paulo, o apóstolo dos gentios protesta a ação dos cristãos legalistas.

QUE SE DEIXA CIRCUNCIDAR. Na realidade, os cristãos legalistas de Jerusalém tinham aceito apenas uma pequena reforma do judaísmo, implantada por Cristo, mas que não deixaram nenhum dos preceitos da legislação de Moisés. Além do mais, agora, estavam invadindo as igrejas fundadas por Paulo e seus companheiros de ministério, no mundo gentílico, tentando impor que os gentios fossem obrigados a seguir o judaísmo.

QUE ESTÁ OBRIGADO. Paulo não ver como conciliar o judaísmo com o cristianismo, ou uma coisa ou outra, quem se deixasse ser circuncidado, estava apostatando da graça e abraçando a lei. Porque era regra do judaísmo, quem se tornasse prosélito do judaísmo era obrigado a guardar todos os mandamentos da legislação de Moisés. Se os judeus de origem não tiveram condições de guardarem toda a lei, imagine os gentios.

A GUARDAR TODA A LEI. Depois da conquista de Canaã pelo povo de Israel, não demorou muito para que o povo se desviasse da lei mosaica. Os cativeiros babilônico, Assírio e agora o domínio romano foram consequências da desobediência de Israel a aliança deles com Deus. Para Paulo, a lei fracassou no tocante aos filhos de Israel, e como daria certo para os gentios? Para os gentios, a única solução seria a graça de Deus em Cristo Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário