Pesquisar este blog

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Gálatas 5:22-23

Gálatas 5:22-23 - Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei.
MAS O FRUTO DO ESPÍRITO É. Já antes da nova dispensação havia profecias que falaram a respeito deste tempo de ação plena do Espírito de Deus sobre o seu povo. Joel 2:28-29 - E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. Essa promessa se confirmou no dia de pentecostes (Atos 2:1-4) na vida da igreja de Cristo.

AMOR. Estes frutos dizem respeito às virtudes e os dons que o Espírito de Deus derrama sobre a vida dos servos de Cristo. Por isso que, tudo que somos ou representamos, devemos agradecer a Deus, uma vez que nada temos, e tudo é pela graça de Deus. O Espírito do Senhor é quem derrama sobre nós o amor ágape de Deus, e ao mesmo tempo é quem nos dá força para que possamos amar ao Pai com todas as nossas forças. Bem como o Espírito de Cristo é quem nos faz amar ao nosso próximo como a nos mesmos.

GOZO, PAZ. Este gozo nos fala da alegria que sentimos em buscar o reino de Deus e as coisas que são de cima. Quem serve a Cristo com fidelidade, independentemente das circunstâncias, mas o seu estado de espírito e plena felicidade. A paz e o sossego na vida dos discípulos de Cristo é fruto do Espírito de Deus, até porque os seguidores de Cristo na terra, não têm uma vida nada fácil, mas mesmo assim, vivem uma vida tranquila.

LONGANIMIDADE, BENIGNIDADE. Esta longanimidade retrata a forma paciente com que o servo de Cristo tem a capacidade de suportar as provações da vida sem reclamar nem murmurar, porque é consciente de que tudo é permissão de Deus. Já a benignidade nos ensina sobre a disposição de praticar o bem sem olhar a quem, e isso em obediência ao segundo mandamento da lei de Cristo que é amar ao próximo, como se ama a si mesmo.

BONDADE, FÉ. A bondade é um fruto do Espírito Santo na vida dos que seguem a Cristo, porque os servos do Senhor são ensinados a andarem nas pisadas do Mestre, quando sabemos que Cristo, em sua vida e ministério só fez o bem a todos. Quando o Espírito de Deus convence o homem do pecado, da justiça e do juízo, a primeira coisa que ele implanta no homem é o dom da fé, como algo que leva o pecador aos braços de Deus.

MANSIDÃO, TEMPERANÇA. Quando o Espírito de Deus habita na vida de alguém, uma das coisas que ele procura implantar em tal pessoa é a mansidão, uma vez que, ele tem a tarefa de tornar o discípulo do Senhor parecido com Cristo, e ele disse: Aprendei de mim, que sou manso. A temperança como fruto do Espírito Santo na vida do salvo é justamente a capacidade de se controlar para não fazer o que quer, mas sim a vontade de Deus.

CONTRA ESTAS COISAS NÃO HÁ LEI. Por isso que Paulo pregava e defendia de que o cristianismo representa a verdadeira liberdade, porque as qualidades, os dons e os ministérios implantados na vida dos remidos de Cristo, não existem lei contra estas coisas. Em nenhum lugar da legislação de Moisés vai se encontrar mandamentos contra estas coisas. Muito menos nas leis dos homens e dos países terão leis contra estas coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário