Pesquisar este blog

sábado, 4 de março de 2017

Gálatas 6:18

Gálatas 6:18 - A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito! Amém.
A GRAÇA. Os leitores mais críticos percebem até na saudação de Paulo, nesta sua carta, a divisão que se encontrava nas igrejas da Galácia. Quando primeiro ele faz a sua saudação aos cristãos que estavam seguindo os ditames dos legalistas com a palavra paz. Faz uma pausa para expressar seu descontentamento com seus opositores, e só agora é que envia sua saudação final para os gentios convertidos ao cristianismo. Graça na saudação da igreja primitiva representava a nova dispensação por meio de Cristo Jesus, o Redentor.

DE NOSSO SENHOR. É recorrente nos escritor de Paulo, ele reconhecer que Cristo é o seu Senhor bem como dos seus leitores. A igreja por completa reconhecia também o senhorio de Cristo, até porque antes mesmo de sua vinda, como sendo o Messias de Deus, o Cristo do Deus eterno já era reconhecido como Rei da descendência de Davi. O profeta Daniel escreveu a respeito do seu domínio e governo (Daniel 7:14). Mas, é em (Filipenses 2:9-11) que o próprio Paulo escreve de como Cristo se tornou Senhor para glória de Deus Pai.

JESUS. Este é o nome mais poderoso que se possa imaginar, isso porque este nome está acima de todo nome que se possa nomear, tanto neste mundo como na eternidade. Geralmente o nome de um menino judeu era dado pelos seus pais ou como na maioria das vezes pelos sacerdotes. No caso de Jesus, não foi nem um nem outro, mas o seu nome veio diretamente de Deus, por meio do seu anjo. Jesus quer dizer, Salvador.

CRISTO. Já o sobrenome Cristo, que também pode ser um adjetivo, porque dá as qualidades do filho de Deus, nos fala sobre a missão do Messias de Deus, ele que também quer dizer o Ungido de Deus, como Sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque. Bem como o enviado de Deus para implantar a nova dispensação da graça do Senhor. Cristo tem tudo a ver com a obra perfeita de redenção da humanidade.

SEJA, IRMÃOS. A graça do nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos. Geralmente as saudações de Paulo eram feitas incluindo Deus Pai e o Senhor Jesus Cristo. Não se sabe ao certo porque o escritor neste caso incluiu somente a pessoa bendita de Cristo Jesus. O que se percebe é que o apóstolo dos gentios sabe que as igrejas da Galácia precisavam muito da graça de Cristo para sobreviver aos ataques do legalismo cristão-judaico.

COM O VOSSO ESPÍRITO. Neste caso, a palavra “espírito” está posta no texto com a letra inicial minúscula, indicando o espírito que pertence aos seres humanos e não ao Espírito Santo de Deus. Até porque os malefícios que os cristãos legalistas de Jerusalém estavam provocando na vida dos cristãos daquela região eram de natureza profundamente espiritual. Somente a graça de Cristo Jesus para ressuscitar o espírito daquele povo.

AMÉM. Encontramos esta palavra, muitas vezes no final das cartas do Novo Testamento como uma simples conclusão, porque esta palavra quer dizer: Assim seja, ou Deus confirme tais palavras. No caso específico de Paulo, ele usa o “Amém” como tendo o aval de Cristo Jesus, ele que dentro das páginas do Novo Testamento é o Amém de Deus. Com isso, o apóstolo dos gentios conclui sua missiva sendo autenticada por Cristo Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário