Pesquisar este blog

domingo, 12 de março de 2017

Hebreus 2:11

Hebreus 2:11 - Porque, assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos.
PORQUE ASSIM O QUE SANTIFICA. É certo dizer que o escritor fala a respeito de Cristo Jesus, ele que em sua morte expiatória liberta e santifica os seus remidos, das enfermidades e dos efeitos do pecado. Isaías 53:4-5 - Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Essa é uma profecia sobre o Messias de Deus.

COMO OS QUE. Os que são santificados e purificados por Cristo são justamente todos aqueles que se achegam a ele para aceitá-lo como Senhor e Salvador. A vinda do Messias de Deus foi efetivamente para resgatar um povo seu, zeloso de boas obras, que vivem não mais para o mundo, nem para as concupiscências da carne, nem para a soberba da vida, mas para o reino de Cristo, buscando as coisas que são de cima.

SÃO SANTIFICADOS. A santificação na vida dos remidos de Cristo começou com os efeitos positivos da obre redentora do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, em ser imolado em nosso lugar. E esta santificação tem seu caminho extenso que passa pelo aperfeiçoamento do salvo nesta vida, rumo à glorificação. Esta santificação é indispensável, porque ninguém chegará à presença de Deus, a não ser santificado.

SÃO TODOS DE UM. Tanto o que santifica que é o Senhor Jesus, ele que nos comprou com seu sacrifício de amor, o Filho de Deus, e Filho unigênito, pertence à família de Deus Pai. Como os que são santificados por Cristo, também são filhos de Deus, mesmo que sejam filhos por adoção. Não há divisão na família de Deus, ele é o Pai de Cristo, como também é o nosso Pai celestial, ele nos adotou como verdadeiros filhos por Cristo Jesus.

POR CUJA CAUSA. Quando Cristo se dispôs a cumprir sua missão redentora em prol dos seus remidos, ele de forma voluntária e por amor sabia que estava resgatando um povo que estava perdido e que precisava de redenção. Feito com sucesso o resgate, ele nos enxertou na família de Deus, e por causa do seu trabalho de expiação e propiciação nos tornou dignos de sermos aceitos diante do Deus de sua santidade e de justiça.

NÃO SE ENVERGONHA. Como foi ele quem pagou o alto preço pelos nossos pecados, porque o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos sarados, ele tem prazer em todos aqueles que verdadeiramente acreditam em sua bendita pessoa. Cristo não se envergonha em nos apresentar diante de Deus, como nosso único Mediador que ele é, pelo contrário, ele tem prazer nos seus remidos (Isaías 53:11).

DE LHES CHAMAR IRMÃOS. Certamente o escritor, mesmo que seja em seus pensamentos, tem uma visão de Cristo apresentando cada um dos seus remidos perante a presença santa de Deus, e dizendo ao Pai: Eis aqui os meus irmãos, que também são teus filhos, que comprei com meu sangue e que pertence a nossa família. Cristo é o Filho de Deus e todos aqueles que o aceitam também são filhos de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário