Pesquisar este blog

segunda-feira, 13 de março de 2017

Hebreus 2:14

Hebreus 2:14 - E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo.
E VISTO COMO OS FILHOS. O autor se refere à filiação natural em que um filho tem um pai que o gerou bem como uma mãe que lhe deu a luz. Esse é o processo natural em que o homem para dar continuidade a sua existência por meio dos seus descendentes, se casa e juntamente com sua esposa geram filhos. Inclusive, nos tempos mais antigos, e em algumas culturas orientais dos dias de hoje, as mulheres dentro da estrutura familiar só tinha esta função, gerar filhos para seus maridos, que mais pareciam seus senhores.

PARTICIPAM DA CARNE E DO SANGUE. Dentro do evangelho, quando se fala sobre este tema, no Evangelho de (João 1:13) nos fala de como acontece o nascimento conforme a carne e o sangue, que é segundo a vontade do homem. No caso de Cristo, se trata de sua humanidade em que ele participou também deste tipo de nascimento, porem conforme a vontade de Deus. Mas que ele se tornou homem, como qualquer outro ser humano.

TAMBÉM ELE PARTICIPOU DAS MESMAS COISAS. Os hebreus até certo ponto concordavam que Jesus era diferente dos demais homens, porque ele fez coisas que nenhum outro fez, e alguns achavam que ele não era humano, mas sim um anjo da parte de Deus. Quando nesta parte, o escritor rechaça esta tese dos hebreus, afirmando que Jesus era totalmente humano, participando das mesmas coisas dos homens.

PARA QUE PELA MORTE. A humanidade de Cristo, quando diz que João 1:14 – E o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Isso se refere ao homem total, Jesus de Nazaré, como sendo absolutamente humano. E o objetivo da humanidade do Logos, foi justamente para resolver um problema dos seres humanos, que ninguém poderia resolver que foi a questão da morte. O homem, “Jesus” morreu para vencer a morte e dá vida aos homens.

ANIQUILASSE O QUE TINHA. A morte de Cristo foi de fato a derrota completa do inimigo de Deus e dos homens. Desde o começo da história da humanidade, quando ainda no Jardim do Éden, o inimigo tentou a mulher e derrubou o homem, gerando assim como resultado a morte física e espiritual da raça humana. Todavia, no mesmo evento, Deus prometeu enviar o Messias (Gênesis 3:15) para vencer a satanás, por meio do seu Cristo.

O IMPÉRIO DA MORTE. O império da morte é o mesmo império das trevas também citado na palavra de Deus, que é o domínio maléfico do diabo por meio da morte. Desde o tempo da velha dispensação que os hebreus tinham a crença de que o diabo era controlador do anjo da morte. E que satanás sempre aterrorizou os filhos do homem por meio do medo da morte. E existem algumas crenças de que o diabo é a própria morte.

ISTO É, O DIABO. Esse diabo é também o mesmo que era chamado lúcifer, que era um anjo de luz, que estava na presença de Deus, mas que pela sua rebelião nas regiões celestiais, foi expulso do céu, e depois disto ficou sendo chamado de diabo, que é inimigo de Deus e de satanás que é adversário dos homens. Quando Cristo venceu a morte pela sua ressurreição, ele estava ao mesmo tempo derrotando ao diabo com seus demônios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário