Pesquisar este blog

terça-feira, 14 de março de 2017

Hebreus 2:18

Hebreus 2:18 - Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.
PORQUE NAQUILO. Não se sabe ao certo se o escritor se reporta a todas as contrariedades que o Cristo de Deus teve que enfrenar durante toda a sua vida, desde a sua infância, quando teve que sair fugido do seu país, para não ser morto pelas autoridades políticas de Israel. Passando por todas as perseguições que ele teve que experimentar, até culminar com sua prisão, julgamento injusto e morte dolorosa. Este último argumento é o mais provável, confirmam vários dos comentaristas bíblicos.

QUE ELE MESMO. Não há nada de que, os leitores desta carta estivessem passando, nem qualquer um dos seguidores de Cristo, que “ele” não tenha experimentado, quando de sua encarnação como sendo o Servo sofredor. “Ele” se refere ao Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, o Messias de Deus, que veio como sendo o enviado de Deus Pai para realizar a redenção da humanidade, e mais especificamente de sua igreja remida.

SENDO TENTADO. Esta palavra dentro das páginas do Novo Testamento tem duas conotações, tais como: Tentação como sendo algo proveniente do diabo com os seus demônios para levar alguém a pecar contra Deus. E tentação no sentido de teste ou provação, que é provável que, neste texto, seja a intenção do autor. No caso de Cristo, ele foi provado da forma mais intensa possível, quando de suas duras provações, no sentido de que, se quisesse poderia desistir de tudo para fugir das tribulações impostas.

PADECEU. Este verbo nos fala dos efeitos práticos que o Cristo de Deus teve que suportar, no sentido de cumprir sua missão redentora para o bem de sua igreja remida. Jesus de Nazaré padeceu as mais horrendas agonias e as mais tremendas angústias para realizar a obra de redenção. O seu sacrifício expiatório incluiu as mais intensas dores possíveis que alguém poderia suportar, (Isaías 53:3) já o previa como homem de dores.

PODE. No entanto, tudo de adversidade, sofrimentos, perseguições e dores que o Cordeiro de Deus teve que passar, tinha seus objetivos bem traçados pela economia divina, no sentido de produzir resultados positivos para sua igreja remida. Cristo tem a capacidade de socorrer aos seus servos de todo e qualquer sofrimento, uma vez que ele sentiu na própria pele, os efeitos angustiantes das tribulações e aflições que passamos.

SOCORRER. Como nosso Mediador, Advogado, Intercessor e Sumo Sacerdote, o Cristo de Deus não se porta com indiferença para com os seus remidos. Ele não dorme, não tira férias e nem fica imobilizado diante de um grito de socorro dos seus seguidores. Cristo está sempre disponível em ajudar a todos aqueles que clamam por seu socorro, razão porque ele disse: Vinde a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados.

AOS QUE SÃO TENTADOS. Esta é uma mensagem de esperança para todos aqueles que passam por momentos difíceis em seus dias a dias, ora sendo tentados pelo inimigo para fracassarem na fé, ora sendo provados pelo reino dos céus para se qualificarem cada vez mais para fazerem a missão determinada por Deus. Todos estão sujeitos a passarem pelas provações da vida, bem como os braços de Cristo estão sempre abertos para socorrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário