Pesquisar este blog

sexta-feira, 10 de março de 2017

Hebreus 2:5-6

Hebreus 2:5-6 - Porque não foi aos anjos que sujeitou o mundo futuro, de que falamos. Mas em certo lugar testificou alguém, dizendo: Que é o homem, para que dele te lembres? Ou o filho do homem, para que o visites?
PORQUE NÃO FOI AOS ANJOS. No capítulo primeiro desta carta, o escritor fez o detalhamento de como Cristo é superior aos anjos de Deus, sejam eles arcanjos, querubins ou serafins. Neste mesmo tempo, os hebreus desenvolveram uma teologia bem elaborada sobre as atividades dos anjos em todas as literaturas religiosa do povo de Israel, e ao que tudo indica, estava havendo a supervalorização destes seres espirituais. Mas, há quem diga que alguns defendiam que Jesus era só mais um dos anjos de Deus.

QUE SUJEITOU O MUNDO FUTURO. Não se pode negar que os anjos de Deus são participantes do reino do Senhor e que estão a serviço daqueles que hão de herdar a salvação (Hebreus 1:14). Mas com respeito à redenção da alma dos seres humanos, isso foi tarefa exclusiva do Filho de Deus, Jesus Cristo, ele que proporcionou a reconciliação do homem com Deus. Portanto, a salvação é obra já executado pelo Cordeiro de Deus.

DE QUE FALAMOS. Certamente o escritor se refere ao que ele escreveu em Hebreus 2:3 - Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram. Neste texto trata diretamente sobre o mundo futuro, em termos de salvação e vida eterna, que representa uma modalidade de vida sem sofrimentos, mas de paz e alegria.

MAS EM CERTO LUGAR TESTIFICOU ALGUÉM DIZENDO. O autor não quis citar o Salmos a que se refere a sua citação, até porque na época em que foi escrito o Novo Testamento, as Sagradas Escrituras não eram divididas em capítulos e versículos como temos nos dias de hoje. Mas é certo que ele se reporta ao (Salmos 8:4), que fazia parte do Saltério de Israel, mas que também era considerada como Escrituras pelos hebreus.

QUEM É O HOMEM. Este é um Salmos profético, considerado pelos eruditos das Escrituras como sendo messiânico. O salmista escreve no começo do Salmos sobre a grandeza da criação de Deus, para em seguida destacar este “homem” a quem Deus entregou o domínio de todas as coisas. E este homem a quem se refere o escritor é justamente o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, Jesus Cristo homem.

PARA QUE DELE TE LEMBRES? Essa é uma expressão que nos fala da forma gloriosa com que o Deus Criador, o Todo-poderoso trabalhou na vida de Jesus de Nazaré. “Lembrar” no caso da relação Pai e Filho é depositar no Filho toda a confiança e o encher de autoridade representativa. É tanto que, Jesus mesmo disse: Eu e o Pai somos um (João 10:30). Jesus era ao mesmo tempo o Emanuel de Deus, ou seja, Deus entre os homens.

OU O FILHO DO HOMEM, PARA QUE O VISITES? Para alguns comentaristas, a frase “filho do homem” se refere aos seres humanos. E a outra frase “para que o visites” diz respeito à vinda do Emanuel de Deus, ou seja, a visita de Deus entre os homens para salvar os homens. O Pai pergunta: Quem há de ir por nós? O Filho responde: Eis-me aqui a mim, envia-me a mim (Isaías 6:8). Deus estava em Cristo visitando os filhos dos homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário