Pesquisar este blog

domingo, 2 de abril de 2017

Hebreus 6:1

Hebreus 6:1 - Por isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus.
POR ISSO, DEIXANDO OS RUDIMENTOS. Nos textos anteriores o escritor reclamava da preguiça dos seus leitores, em não avançarem nas coisas espirituais até o máximo do desenvolvimento espiritual. O autor neste texto não está falando em apostasia da parte dos seus leitores, mais que eles avançassem para assuntos mais fortes sobre compromisso mais fiel com as coisas do reino de Deus. Havia a necessidade de se deixar de tomar leite e passar a comer comidas mais sólidas com mais energia espiritual.

DA DOUTRINA DE CRISTO. Agora, não era mais momento de evangelização para aquele povo que estava lendo esta carta, porque o evangelho deve ser pregado para aquelas pessoas que ainda não conhecem o Senhor Jesus. Também não era mais tempo do discipulado, que se aplica aos novos convertidos. Mas os leitores deveriam acordar para uma nova realidade, e por em prática tudo aquilo que já haviam aprendido da palavra.

PROSSIGAMOS ATÉ A PERFEIÇÃO. Agora sim, é demostrado o alvo prioritário da vida cristã, de todos aqueles que renunciam ao mundo e as concupiscências da carne, para buscar o reino de Deus em primeiro lugar e as coisas que são de cima. Esse é um longo caminho a ser percorrido, e que não acontece automaticamente. Esta perfeição envolve a regeneração, a santificação, leituras da palavra de Deus, oração, meditação e etc.

NÃO LANÇANDO DE NOVO. É como se o escritor dissesse: Será que vocês são incrédulos, que precisam ouvir novamente o evangelho das boas novas, com uma mensagem evangelística que deve ser transmitida para quem ainda não se converteu ao cristianismo verdadeiro? O autor certamente se sente decepcionado com os seus leitores por ver que eles não tiveram nenhum progresso quanto ao crescimento espiritual.

O FUNDAMENTO DO ARREPENDIMENTO. Para quem se deve pregar o arrependimento dos pecados? É cloro que esse tipo de mensagem deve ser pregada para aquelas pessoas que ainda não nasceram de novo, e que ainda não são novas criaturas em Cristo Jesus. De forma que, pelo tempo em que os leitores desta carta haviam se convertido pelo poder do evangelho, o que eles precisavam mesmo era de doutrina forte.

DE OBRAS MORTAS. Estas obras mortas dizem respeito às práticas das obras da carne que conforme o evangelho declara, são obras que gera a morte física e principalmente espiritual. Estas obras mortas também podem ser identificadas como as obras das trevas praticadas pelos ímpios que não tem o temor de Deus e que vivem ao bel prazer, fazendo tudo àquilo que diz respeito aos prazeres da vida profana e de desobediência.

E DE FÉ EM DEUS. Até mesmo antes de se converterem ao cristianismo, os hebreus já exerciam esta fé em Deus, porque os seguidores do judaísmo seguiam sempre o monoteísmo. Agora, depois de se converterem para Cristo, já tinha essa fé verdadeira em Deus e em Cristo. Portanto, eles não precisavam mais ouvir sobre essa fé, mas sim, precisavam mesmo era viver na prática essa fé de forma genuína confiando em Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário