Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Hebreus 7:15-16

Hebreus 7:15-16 - E muito mais manifesto é ainda, se à semelhança de Melquisedeque se levantar outro sacerdote. Que não foi feito segundo a lei do mandamento carnal, mas segundo a virtude da vida incorruptível.
E MUITO MAIS MANIFESTO É AINDA. Já era conhecido de todo o Israel, que um dia Deus levantaria um Sumo Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque, e os leitores desta carta, como hebreus que eram sabiam desta verdade, e quantos deles, antes mesmo da vinda do Messias não esperavam este Sumo Sacerdote? Todos tinham conhecimento que nenhum dos sacerdotes da linhagem de Levi tiveram condições de ser este sacerdote.

SE À SEMELHANÇA DE MELQUISEDEQUE. Porque que o Cristo seria semelhante ao sacerdócio de Melquisedeque? Porque ele, além de ser Sacerdote, também seria rei, como foi o caso de Melquisedeque. Além de ser Sacerdote, teria que também pertencer à tribo de Judá, porque o Cristo também tinha que ser da descendência de Davi. Além do mais deveria ser um sacerdote justo, e o evangelho diz que Cristo é Justiça nossa. Sacerdote de Paz, Já antes de vir a terra, ele já era chamado de Príncipe da paz.

SE LEVANTAR OUTRO SACERDOTE. A implantação da nova dispensação da graça de Deus e fé em Cristo previa a mudança da lei e do sacerdócio. Quando o Salmista, usado pelo Espírito de Deus, falou que o Messias seria Sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque, ao mesmo tempo ele estava anunciado a mudança do sacerdote, que não seria do modo tradicional, da casa de Levi, mas seria um Rei Sacerdote de Deus.

QUE NÃO FOI FEITO SEGUNDO A LEI. Esta lei, se refere à legislação de Moisés, que determinava que, o sacerdócio deveria ser constituído da tribo de Levi, e que o sumo sacerdote da linhagem de Arão. O sacerdócio de Cristo entrou na contra mão do que já era uma tradição e uma lei em Israel, porque não seguiu os padrões tradicionais dos hebreus, mas foi em comprimento as profecias messiânicas que já estavam previstas.

DO MANDAMENTO CARNAL. Sobre esta frase, podemos dizer pelo menos duas coisas. A primeira é que, o mandamento carnal, diz respeito à lei que determinava que os sacerdotes deveriam ser da família biológica de Levi. E a segunda, é que por interpretação, a dispensação da lei era baseada em promessas para esta vida presente, com duração temporária, terrena, atendendo aos interesses das coisas deste mundo.

MAS SEGUNDO A VIRTUDE. Agora, o outro Sacerdote que se levantou segundo a ordem de Melquisedeque, assim o foi pelo poder de Deus, porque virtude, neste texto, significa poder. Quando Deus prometeu que levantaria o seu Cristo como Sumo Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque, ele também disponibilizou seu poder para que a profecia se cumprisse, conforme os seus desígnios e de acordo com a sua vontade.

DA VIDA INCORRUPTÍVEL. Sacerdote eternamente. Como que os filhos de Levi poderiam cumprir este requisito, se todos eles morreram e não reviveram? Agora, o Cristo de Deus, esse sim, se encaixou perfeitamente neste requisito, “eternamente”, porque ele ressuscitou de entre os mortos, foi visto pelos seus, passou quarenta dias com os seus apóstolos e discípulos, subiu ao céu, se assentou a destra de Deus como Sumo Sacerdote.

Nenhum comentário:

Postar um comentário