Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Hebreus 8:2

Hebreus 8:2 - Ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem.
MINISTRO. Para o povo judeu, os sacerdotes eram ministros de Deus, isso porque eles ministravam as bênçãos de Deus para todo o Israel. E nisto se aprende com o primeiro sacerdote do qual fala a bíblia, que foi Melquisedeque, que nos primórdios da história de Israel por meio de Abraão, se encontrou com o patriarca e o abençoou. Vindo, pois, a nova dispensação da graça, o ministério sacerdotal de Cristo foi destacado com poder.

DO SANTUÁRIO. Na época da antiga aliança, o santuário, de início também era chamado de Santo dos Santos, que era o local onde somente o sumo sacerdote entrava, uma vez no ano para interceder pelo povo perante o Deus de Israel. Já no tempo do Messias de Deus, este santuário é a própria habitação de Deus, o que o evangelho chama de trono da Majestade celestial. Cristo como ministro da nova aliança, ele está no Santuário de Deus, o mais próximo possível do Deus Todo-poderoso, a sua direita, em lugar de destaque.

E DO VERDADEIRO. Não que o Tabernáculo feito pelos filhos de Israel fosse falso, é tanto que as suas medidas e feituras foram ordenadas pelo Senhor, mas que o escritor aponta em direção de sua transitoriedade. Enquanto que, a morada de Deus, que o autor chama de santuário, é eterna, e nunca jamais, há de passar, bem como o ministério sumo sacerdotal de Cristo, que foi eternamente constituído por Deus para todo o sempre.

TABERNÁCULO, O QUAL. O Tabernáculo terreno dos filhos de Israel era também chamado de tenda da congregação, onde em volta do qual os filhos de Israel se reunião, o que também era chamado de congregação, para adorar ao Senhor Deus de Israel. Mas o Tabernáculo sobre o qual fala o autor nesta frase é a própria morada de Deus, onde habita a Majestade celestial, na luz inaquisecível, em que Cristo está assentado a sua destra. Como ministro do novo pacto entre Deus e a igreja. Jesus é Sumo Sacerdote.

O SENHOR. Geralmente a palavra Senhor dentro das páginas do Novo Testamento é mais direcionada a pessoa bendita de Cristo Jesus, até para destacar o seu senhorio, que já era profetizado antes mesmo de sua vinda, como sendo o Messias de Deus (Daniel 7:14). Bem como ele era esperado como sendo o Filho de Davi, que reinaria eternamente sobre o Israel de Deus. Paulo escreve de como Cristo Jesus se tornou Senhor (Filipenses 2:9-11).

FUNDOU. Quando Deus falou com Moisés a respeito da construção do tabernáculo terreno, o próprio Moisés designou e escolheu dentre os filhos de Israel quem iria trabalhar na construção daquele lugar, que tinha muita importância para o povo de Deus. No entanto, no tabernáculo celestial foi o próprio Deus Criador de todas as coisas quem cuidou em fazer a sua morada eterna. Cristo é o ministro do Tabernáculo de Deus.

E NÃO O HOMEM. Podemos dizer que Moisés mandou construir o Tabernáculo no deserto, o que servia de congregação para os filhos de Israel, Salomão e outros foram encarregados de construírem os templos de Jerusalém, que também eram chamados de Tabernáculo de Deus com o seu povo Israel. Todavia, o Tabernáculo celestial não teve a interferência de nenhum ser humano, porque foi Deus quem Criou o céu dos céus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário