Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Hebreus 8:8

Hebreus 8:8 - Porque, repreendendo-os, lhes diz: Eis que virão dias, diz o Senhor, Em que com a casa de Israel e com a casa de Judá estabelecerei uma nova aliança.
PORQUE, REPREENDENDO-OS DIZ. Este tratado é a explicação de muitas passagens das literaturas dos judeus, em que o autor busca dar sua interpretação das profecias messiânicas e dos textos que apontavam para as coisas próprias da nova aliança de Deus com a igreja de Cristo. O fato do escritor declarar que esta citação do profeta Jeremias é uma repreensão da parte de Deus contra os filhos de Israel, é porque já naquela época, a velha dispensação já não estava mais servindo como no seu princípio para o povo.

EIS QUE VIRÃO DIAS. Esta é uma citação livre do que está escrito em Jeremias 31:31 - Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá. Como os leitores originais desta carta eram os hebreus, o uso pelo escritor de textos dos escritos dos judeus adquiria credibilidade, principalmente quando tais citações faziam parte do Cânon aceito como Escrituras do povo de Deus.

DIZ O SENHOR. Na verdade esta era uma passagem de Deus, mas que foi revelada e profetizada pelo profeta Jeremias, por isso que era palavra crida como sendo falada pelo próprio Deus, que usou o seu profeta, para advertir os filhos de Israel sobre um novo tempo. E se foi Deus quem falou, tá falado, e ninguém pode revogar, até porque Deus não é o homem para que minta, nem filho do homem para que se arrependa.

EM QUE COM A CASA DE ISRAEL. Essa expressão diz respeito as dez trino do norte. Até o reino de Salomão só havia um monarca que governava em todo o Israel como nação. Mas com a morte de Salomão, seu filho Roboão assumiu o reino e começou a oprimir ao povo com cargas tributárias pesadas. Com isso, as dez tribos do Norte se rebelaram e constituíram a Jeroboão como rei sobre à casa de Israel, tendo como capital Samaria.

E COM A CASA DE JUDÁ. Já esta frase se refere às duas tribos do sul, que continuou tendo como rei a Roboão e que tinha como capital Jerusalém. Também chamado de reino de Judá, foi mais fiel ao Senhor do que o reino do Norte, e Deus havia feito promessa a Davi de continuar abençoando sua casa e seu reino por meio dos seus descendentes. Além dos mais, a promessa de Deus quanto ao Messias estava de pé, em que o Cristo de Deus seria também Filho de Davi (2 Samuel 1:12-17) e (Mateus 1:1) e outras referências.

ESTABELECEREI. Por conta desta palavra profetizada pelo Senhor é que existem inúmeras outras referências bíblicas que já apontavam para o trabalhar de Deus em prometer e cumprir tudo que já estava previsto sobre o Messias e sobre o novo tempo da dispensação da graça. Além de que, neste texto, o escritor junta mais uma prova de que tudo estava acontecendo de conformidade com o programa de realizações de Deus.

UMA NOVA ALIANÇA. É a mesma coisa que novo pacto ou nova dispensação da graça de Deus. Esta nova aliança foi estabelecida por Deus e implantada pelo Messias de Deus que veio para por em pratica os planos e propósitos do Criador de todas as coisas. Assim como Moisés foi um dos mediadores da antiga dispensação da lei, Cristo é o único Mediador desta nova aliança da graça de Deus. A nova aliança foi promessa de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário