Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Hebreus 8:9

Hebreus 8:9 - Não segundo a aliança que fiz com seus pais No dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; Como não permaneceram naquela minha aliança, Eu para eles não atentei, diz o Senhor.
NÃO SEGUNDO A ALIANÇA. Deus fez promessas de que, no tempo determinado por ele, introduziria na terra prometida os filhos de Israel. E assim procedeu, resgatando o seu povo da casa da servidão o Egito. Tendo tirado Israel do Egito e o velado a peregrinar pelos desertos, então fez um pacto com o seu povo, por meio da lei de Moisés. Esta é a velha aliança da lei, o que também podemos chamar de velha dispensação da lei.

QUE FIZ COM SEUS PAIS. O autor continua citando o texto de Jeremias 31:32 - Não conforme a aliança que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; porque eles invalidaram a minha aliança apesar de eu os haver desposado, diz o Senhor. Neste caso, o escritor certamente tem em mente, também os patriarcas Abraão, Isaque e Jacó, como os representantes mais ilustres de todo o Israel.

NO DIA EM QUE OS TOMEI PELA MÃO. O autor usa uma linguagem metáfora para expressar a realidade de Deus levando em seus braços os filhos de Israel. Essa é a forma carinhosa que o Senhor tratou com os hebreus para dizer em linguagem humana o quanto cuidou do seu povo, como se os tomasse no colo. Entendemos então sobre a fidelidade de Deus em cumprir suas propostas, como zelo pelos seus juramentos e promessas. Quando Deus profetiza alguma palavra, pode esperar o seu fiel cumprimento.

PARA OS TIRAR DA TERRA DO EGITO. A leitura dos capítulos cinco ao doze do livro de êxodo nos fala sobre a saída dos filhos de Israel da terra do Egito, e quantas coisas Deus realizou para que o seu povo fosse liberto daquele país. A saída do Egito tinha como destino a terra de Canaã, terra que manava leite e mel, porque foi assim a promessa feita a Abraão, confirmada a Isaque e renovada a Jacó. E Deus tirou o seu povo do Egito.

COMO NÃO PERMANECERAM. Ainda no deserto, os hebreus demonstraram que poderia acontecer o estado de rebelião, quando muitos dos filhos de Israel tentaram ao Senhor em Massá e Meribá. E assim foi, quando entraram na terra de Canaã, porque não demorou muito tempo, para que aquela gente começasse a se desviarem da lei de Moisés. As Escrituras dizem que o Senhor reclama de que Israel era obstinado ao erro.

NAQUELA MINHA ALIANÇA. O tempo dos profetas foi uma demonstração do quanto os judeus se tornaram desobedientes a lei de Moisés, porque Deus levantou muitos dos seus atalaias para advertir sobre a rebeliões do seu povo. E os cativeiros babilônico e assírio, além do domínio de Roma sobre Israel se deram como resultado da desobediência do povo judeu a aliança feita com Deus, em que o povo não cumpriu sua parte.

EU PARA ELES NÃO ATENTEI, DIZ O SENHOR. O Senhor avisou ao seu povo que, se eles fossem fieis a sua lei, seriam abençoados conforme as promessas na terra de Canaã. Mas se eles se rebelassem contra a aliança do Senhor, seriam castigados e punidos. Porque se buscassem de forma digna ao Senhor o achariam, mas se dessem as costas para o seu Deus, o Senhor os abandonaria, e foi justamente o que aconteceu com Israel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário