Pesquisar este blog

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Hebreus 10:30-31

Hebreus 10:30-31 - Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.
PORQUE BEM CONHECEMOS AQUELE QUE DISSE. O autor cita (Deuteronômio 32:35), para então, mais uma vez comprovar que seus argumentos estão baseados nas literaturas religiosas dos hebreus. Esta citada referência foi falada pelo grande líder de Israel, Moisés, mas como sendo palavras de Deus. Os judeus tinham tanta estima por Moisés, que todos os seus escritos são considerados pelos hebreus como palavra de Deus.

MINHA É A VINGANÇA. Isso fala da forma gloriosa como Deus defende o seu povo, em lutar em benefício daqueles que invocam o seu nome. O Senhor promete se vingar contra aqueles que se levantam contra os seus planos. Acima de tudo, essa é uma frase que nos ensina que o Senhor não se deixar escarnecer (Gálatas 6:7). Não adianta, quem quer que seja, se levantar com os planos de Deus, porque o Senhor toma vingança.

EU DAREI A RECOMPENSA, DIZ O SENHOR. 2 Crônicas 20:17 - Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados, e vede a salvação do Senhor para convosco, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o Senhor será convosco. É nestes termos que Deus fala por meio de Moisés, porem, para o escritor aos Hebreus, a palavra fala de que rejeitar a Cristo é incorrer no risco de ter que enfrentar a vingança de Deus. Deus é bom, mas também é pura justiça e juízo também.

E OUTRA VEZ. Já nesta parte, o autor fala a respeito de Deuteronômio 32:36 - Porque o Senhor fará justiça ao seu povo, e se compadecerá de seus servos; quando vir que o poder deles se foi, e não há preso nem desamparado. Mesmo que não sejam as mesmas palavras, mas os leitores hebreus saberiam de que o escritor estava fazendo uso dos escritos de Moisés, o que dava autoridade na defesa de suas argumentações.

O SENHOR JULGARÁ O SEU POVO. Nesta frase, o autor escreve, tendo paralelo ao que Paulo escreveu em 2 Coríntios 5:10 - Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal. Como Juiz dos vivos e dos mortos, Deus por meio de Cristo há de julgar aos incrédulos, mas também está em foco o julgamento dos que seguem ao evangelho.

HORRENDA COISA É CAIR. O autor está falando sobre a severidade de Deus no que diz respeito a praticar justiça, se vingando dos seus inimigos e disciplinando ao seu povo. A mesma bíblia que diz que o Senhor é amor, bondade e misericórdia, é a mesma palavra que afirma que o Senhor recompensará a cada um segundo as suas obras. Quem se levantar de maneira contrária ao Deus Criador vai ter que enfrentar a sua ira e seu furor.

NAS MÃOS DO DEUS VIVO. As Sagradas Escrituras falam sobre que o Senhor expulsou Adão e Eva do Jardim do Éden, como punição contra o pecado. Além do mais, veio o dilúvio como destruição em massa dos rebeldes no tempo de Noé. Temos ainda os casos de Sodoma e Gomorra, duas cidades prevaricadoras, em que os seus pecados chegou como cheiro mau diante das narinas de Deus. O Senhor não tem o culpado por inocente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário