Pesquisar este blog

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Hebreus 10:39

Hebreus 10:39 - Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.
NÓS, POREM. O autor se inclui entre aqueles que estavam firmes na fé em Cristo Jesus, aguardando o retorno bendito do Filho de Deus para tomar posse da vida eterna. Pelo que se percebe, o escritor também conhecia bem os seus leitores, a fim de assegurar de que os tais também estavam alicerçados naquela fé genuína no Redentor da humanidade Cristo Jesus. Apesar de que neste mesmo tempo, muitos estavam apostatando da fé.

NÃO SOMOS DAQUELES. Certamente o pensamento do autor está direcionado ainda nos filhos de Israel, que no deserto, apostataram da fé em Deus, quando passaram a murmurar e tentando ao Senhor acharam que Deus havia os tirado do Egito para morrerem de fome e sede no deserto. Como também podemos conjecturar que o escritor esteja igualmente pensando naqueles que pelas duras perseguições impostas pelos judaizantes, estavam saindo do caminho do cristianismo e retornando ao judaísmo.

QUE SE RETIRAM. A rejeição do Messias prometido por parte da grande maioria dos judeus foi um tipo de negação da fé, quando sabemos que as Escrituras dos hebreus já anunciavam a chegada do Emanuel de Deus, ou seja, Deus entre os homens. Se retirar neste caso, para os leitores desta carta, seria deixarem o cristianismo e retornarem ao judaísmo, era a mesma coisa que negar a fé no poderoso nome de Cristo e em sua obra.

PARA A PERDIÇÃO. Negar a fé genuína da pessoa bendita de Cristo Jesus e na sua obra perfeita de redenção é optar pelos prejuízos eternos. Porque esta perdição sobre a qual se reporta o escritor diz respeito à condenação eterna. E esta condenação quer dizer separação eterna de Deus e da felicidade. Porque todos que forem participantes desta condenação serão lançados no inferno, lugar de tormento eterno, e sofrimentos sem fim.

MAS DAQUELES. Diz o autor: Nós somos daqueles que creem. Neste caso é fazer parte do Israel espiritual de Deus, ou seja, a igreja remida do Senhor Jesus, composta de hebreus convertidos ao Cristianismo. Estes são todos aqueles que são filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo (João 1:11) e que são guiados pelo Espírito do Senhor (Romanos 8:14). Estes são todos aqueles que buscam o reino de Deus e as coisas que são de cima.

QUE CREEM. Esta é a fé subjetiva, como sendo a entrega da alma aos cuidados do Filho de Deus, porque é a fé de que, a expiação e propiciação realizada pelo Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo é suficiente para abrir o acesso direto ao trono da graça de Deus. É por meio desta mesma fé que os remidos irão tomar posse das heranças eternas prometidas a todos aqueles que renunciam ao mundo para viverem para Cristo.

PARA A CONSERVAÇÃO DA ALMA. Age de forma inteligente todos aqueles que no exercício de sua fé, passam a creem verdadeiramente nas promessas contidas no evangelho da salvação. A alma é eterna, porem, pode ser arruinada quando não se rejeita a pessoa de Cristo, porque o resultado é a perdição eterna. Mas, a conservação da alma nos fala sobre a participação pela fé e esperança da salvação proposta e prometida pela redenção perfeita efetuada por Cristo Jesus, o que significa vida eterna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário