Pesquisar este blog

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Hebreus 10:9-10

Hebreus 10:9-10 - Então disse: Eis aqui venho, para fazer, ó Deus, a tua vontade. Tira o primeiro, para estabelecer o segundo. Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez.
ENTÃO DISSE: EIS AQUI VENHO. Esta é uma palavra que encontra paralelo em Isaías 6:8 - Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim! Já era prometido por Deus e pelo próprio Cristo, mediante o Espirito Santo, que o Messias de Deus haveria de vir ao mundo, e essa promessa se cumpriu na pessoa bendita de Cristo Jesus, ele que era o enviado de Deus.

PARA FAZER, Ó DEUS A TUA VONTADE. Por isso que, o evangelho diz que, Cristo foi o fiel Sumo Sacerdote, porque ele fez e executou a vontade do Pai em tudo. Quando o Messias prometido nasceu no planeta terra ele já sabia dos projetos e planejamentos que o Pai tinha para ele executar, e o Filho de Deus não fez a sua própria vontade, mas se esforçou em tudo para agradar ao Deus eterno. Cristo é um modelo de obediência em tudo.

TIRA O PRIMEIRO. Este primeiro, diz respeito ao pacto ou aliança estabelecida entre Deus e os filhos de Israel, por meio da legislação de Moisés, e diz respeito a tudo que envolvia as determinações da velha dispensação da lei, principalmente no que diz respeito aos rituais e cerimônias que envolviam os sacrifícios de animais. Tirar o primeiro era remover a antiga dispensação, porque ela já havia cumprido os seus propósitos para com Israel.

PARA ESTABELECER O SEGUNDO. Já este segundo, diz respeito ao segundo pacto ou nova aliança de Deus com a sua igreja remida, por meio do evangelho das boas novas de Cristo e as doutrinas cristãs. Estabelecer o segundo é a mesma coisa que Deus tratar com a humanidade sob um novo prisma, em que a redenção de Cristo criou um vínculo perfeito de comunhão do Criador com suas criaturas, isso porque, a expiação realizada por Cristo e a propiciação do Cordeiro de Deus, criou um ambiente de reconciliação.

NA QUAL VONTADE. Esta vontade é tudo que Cristo realizou em sua vida e ministério, quanto ao programa de Deus em redimir a humanidade dos seus pecados. Todo ser humano que vem a terra é como uma carta branca a ser escrita. Todavia com Cristo foi deferente, porque havia muitas profecias a seu respeito, sinalizando a vontade de Deus para sua história. Profecias estas que demarcaram sua vida e ministério na terra.

TEMOS SIDO SANTIFICADOS. Os sacrifícios feitos de animais na antiga dispensação tinham efeitos purificadores dos pecados já praticados pelos hebreus. No entanto, a expiação realizada pelo Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, tem efeitos santificadores, o que implica em perdão dos erros já praticados, mas principalmente de transformação de vida, pelo poder regenerador do Espírito Santo de Deus.

PELA OBLAÇÃO DO CORPO DE JESUS CRISTO, FEITA UMA VEZ. O escritor nos ensina sobre a encarnação do Verbo de Deus ou Logos Divino, em que ele levou sobre seu corpo as nossas dores e as nossas transgressões levou sobre si, porque o castigo que nos traz a paz estava sobre ele e pelas suas pisaduras fomos sarados. Uma só vez, porque foi a propiciação perfeita e suficiente para estabelecer a reconciliação do homem com Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário