Pesquisar este blog

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Hebreus 8:13

Hebreus 8:13 - Dizendo nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar.
DIZENDO. Não que o autor esteja neste texto fazendo uma citação do mesmo tema abordado em Jeremias, mas ele traz as suas próprias conclusões, sobre a antiga aliança que se tornou obsoleta e deu lugar a uma nova aliança da graça mais eficaz com melhores promessas. São assuntos como estes tratados nesta carta, que o escritor tem uma grande chance de ser Paulo, se comparados aos temas abordados na carta do apóstolo aos Gálatas, combatendo o judaísmo. No entanto, continua no anonimato esta missiva.

NOVA. É a mesma coisa que, novo pacto ou nova dispensação da graça de Deus. Esta nova aliança foi estabelecida por Deus e implantada pelo seu Messias que veio para por em pratica os planos e propósitos do Criador de todas as coisas. Assim como Moisés foi um dos mediadores da antiga dispensação da lei, Cristo é o único Mediador desta nova aliança da graça de Deus. A nova aliança é a melhor de todas por conta das melhores promessas. A nova aliança fala de um novo tempo do agir de Deus por meio do Emanuel.

ALIANÇA. Aliança é um acordo feito entre duas partes, em que alguém se interpõe como mediador do tratado ou contrato. No caso da primeira aliança, Moisés foi um dos mediadores entre Deus e os filhos de Israel. Mas, na nova aliança, Deus constituiu o Messias, Jesus Cristo como único Mediador entre Deus e os homens. Por que foi necessário um novo pacto ou aliança? Porque os judeus falharam da sua parte da aliança.

ENVELHECEU. A implantação da nova dispensação da graça de Deus, pela fé em Jesus Cristo, tornou a primeira aliança ou velha dispensação sem efeito, até porque se a velha dispensação fosse melhor não se fazia necessário a implantação de uma nova. Certamente o escritor profetizava sobre a destruição de Jerusalém, que se deu depois dos anos setenta de nossa era cristã, que foi o fim do antigo sistema sacerdotal da lei.

A PRIMEIRA. Quando se fala sobre a “primeira” não está se reportando a aliança edênica, que condicionava a vida do homem ao seu estado de inocência, como contrário teria como resultado a morte física e espiritual, não somente do casal, Adão e Eva, mas de toda a humanidade. Essa primeira aliança sobre a qual o autor se refere diz respeito mesmo à aliança mosaica, feita com os judeus, mas que se tornou obsoleta tempos depois.

ORA, O QUE FOI TORNADO VELHO. O autor esta usando uma metáfora de um homem que se tornou velho e que suas condições não são mais suficiente para se ter o mesmo vigor para exercer qualquer ativismo em que se empregam esforços. Esta frase nos leva a pensar que a lei de Moisés tinha seu condicionamento ao tempo determinado pelo próprio Deus, como o homem tem seu ciclo de vida nesta existência terrena.

PERTO ESTÁ DE ACABAR. O próprio corpo do ser humano quando chega a uma determinada idade, vai progressivamente diminuindo a sua reprodução de novas células, até que os órgãos do seu corpo vão parando de funcionar. A antiga dispensação da lei já não tinha mais os mesmo efeitos na vida dos filhos de Israel. Foi caducando em sua validade para dar lugar a nova dispensação da graça de Deus, com melhores promessas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário