Pesquisar este blog

sábado, 6 de maio de 2017

Hebreus 9:15

Hebreus 9:15 - E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.
E POR ISSO É MEDIADOR. No antigo pacto, ou velha dispensação da lei, os hebreus consideravam Moisés como um dos mediadores daquele tratado entre Deus e os descendentes de Abraão. Já no novo pacto, ou nova dispensação da graça de Deus pela fé em Cristo, também tem um Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo Homem. Moisés deixou sua legislação que determinava as condições da velha aliança, enquanto que com Cristo não foi diferente, ele deixou o Novo Testamento para sua igreja remida.

DE UM NOVO TESTAMENTO. Existem vários conceitos sobre este “Novo Testamento” em que, aqueles que têm o Espírito do Senhor podem discernir muito bem. Alguns acham que se trata do evangelho das boas novas de Cristo Jesus para a sua igreja e para a humanidade. Já outros defendem que se refere a todo o conteúdo do Novo Testamento que Cristo deixou para a sua igreja, com a mensagem da nova dispensação da graça.

PARA QUE INTERVINDO A MORTE. Em se tratando de testamento, realmente haveria a necessidade da morte do testador para que os herdeiros tomassem posse das heranças prometidas no conteúdo do testamento. No caso de Cristo, ele veio como sendo o Messias prometido, deixou para a sua igreja um testamento, em que com sua morte expiatória, os herdeiros possam tomar posse das heranças eternas, que ele prometeu.

PARA REMISSÃO DAS TRANSGRESSÕES. Como a morte do testador, no caso de Cristo, envolvia muito mais do que promessas de heranças terrenas, sua morte teve valor incalculável de remissão dos pecados daqueles que foram beneficiários pelo seu testamento. Isso porque a morte do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo foi uma obra perfeita de propiciação e de expiação dos pecados dos seus remidos.

QUE HAVIA DEBAIXO DO PRIMEIRO TESTAMENTO. O autor discute tema de elevado conceito diante dos seus leitores, quando aponta em direção ao tempo da antiga dispensação e dá a entender que a morte de Cristo pode beneficiar até mesmo aqueles que viveram antes de sua morte redentora. A expiação realizada pelos sacerdotes da antiga aliança era apenas simbólica, de algo real, que a morte de Cristo fez de fato.

OS CHAMADOS RECEBAM. Estes chamados são aqueles que correspondem ao apelo do evangelho, aceitando a Cristo como Senhor e Salvador, no exercício da fé e por meio de um verdadeiro arrependimento. Esta chamada tem paralelo com a predestinação bíblica, com a eleição e nomeação de Cristo para que os remidos façam parte da família de Deus, filiação esta que tem tudo a ver com a salvação e vida eterna dos escolhidos de Cristo.

A PROMESSA DA HERANÇA ETERNA. No caso do “testamento” envolve um testador e os herdeiros das heranças do testador. No Novo Testamento, nós encontramos as maiores e melhores promessas da nova dispensação. A antiga dispensação continha promessas para esta vida presente. Como a nova aliança esta baseada em melhores promessas, então as heranças são para esta vida presente, mas principalmente para a vida eterna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário