Pesquisar este blog

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Hebreus 9:27

Hebreus 9:27 - E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo.
E COMO. Este é um texto bastante utilizado pelos evangelistas nas pregações para aquelas pessoas que ainda não receberam a Cristo como Senhor e Salvador, bem como para evangelizar aquelas outras pessoas que defendem a viagem da alma por várias vidas na terra, por meio da reencarnação. Além do mais, esta também é uma mensagem reveladora sobre o destino eterno de todos os moradores da terra, em que mostra algo importante sobre o destino futuro da alma, que conforme as Escrituras é imortal.

AOS HOMENS. Neste particular, a revelação de Deus é bem clara no tocante a sua história, sua vida e seu destino. O homem ou o ser humano, porque quando se fala sobre o homem, neste caso, está se falando também da mulher, porque é uma citação genérica. O ser humano é uma criação especial de Deus, e a prova disto é que o Senhor fez o homem, conforme a sua imagem, e isso nos ensina que Deus tem negócio com o homem, por isso que, ele intervém na vida dos homens, sempre para o seu bem e sua felicidade.

ESTÁ ORDENADO. Sendo o homem uma criação especial da parte de Deus, o Criador também tem determinado tudo em sua vida. Foi o Senhor quem criou o homem sobre a terra, e é o Todo-poderoso quem permite o nascimento de cada um, o dia do seu nascimento, tudo que acontece com cada ser humano é acompanhado pelos olhos do Criador, quando o homem permite, o Senhor dirige seus passos e ordena o seu destino.

MORREREM. Conforme o que nos ensina as Santas Escrituras, o homem foi criado para não morrer, porem, a morte dos seres humanos é uma consequência da desobediência às ordens do Criador. No entanto, após a queda, ainda no Jardim do Éden, ficou ordenado o homem morrer, e isso diz respeito à morte física ou orgânica, essa é a morte do corpo, separação corpo e alma, porque a alma nunca morre eternamente, porque ela é imortal.

UMA VEZ. Neste caso, não há lugar para a reencarnação, quem nasce no planeta terra, tem que partir desta dimensão da existência para a outra, portanto, não pode mais retornar a nascer e morrer outra vez. E isso não é uma ideia religiosa de quem prega a verdade, conforme o que está ordenado e determinado por Deus, morreu, não retorna mais, segue então o seu destino eterno da alma, seja para a vida ou para a condenação.

VINDO DEPOIS DISTO. Existe uma certa discussão neste ponto por alguns teólogos, quanto ao tempo, porque alguns defendem de que, logo após a morte do ser humano, segue-se já o julgamento. Mas outros defendem que, quando alguém parte desta existência terrena por meio da morte física, sua alma terá que aguardar um longo tempo, até que seja determinado o seu destino final, com a condenação ou a vida eterna.

O JUÍZO. Neste texto, a palavra “juízo” fala sobre o julgamento das obras dos filhos dos homens, que determinará o seu destino eterno. A partir do momento em que se dá a morte física, já começa este julgamento, porque os salvos irão para o paraíso, aguardar a volta de Cristo. Enquanto que, os ímpios ou incrédulos, conforme a bíblia, irão para o hades, lugar de sofrimentos, aguardar o dia do juízo final, onde serão condenados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário